Prefeitura de SP terá que distribuir tabletes aos estudantes após ordem da Justiça

A prefeitura de SP terá 10 dias para fazer a distribuição dos 465 mil tablets prometidos aos estudantes em 2020. Além disso, os estudantes também terão que receber chips de dados para acompanhar as aulas online.

Prefeitura de SP terá que distribuir tabletes aos estudantes após ordem da Justiça
Prefeitura de SP terá que distribuir tabletes aos estudantes após ordem da Justiça (Imagem: Reprodução/Prefeitura de Embu das Artes)

Em agosto de 2020 o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou que a prefeitura compraria mais de 460 mil tablets para seres distribuídos entre os estudantes da capital.

No entanto, os alunos da rede pública de São Paulo não receberam o equipamento até hoje.

Durante a coletiva de agosto, o prefeito pontuou a importante da aquisição desses equipamentos.

“Na verdade, são equipamentos que podem ser usados não somente nesse momento de ensino à distância, mas também depois dele dentro da sala de aula. Então não é a questão de não acreditar mais no retorno esse ano, é a questão de utilizar uma ferramenta tecnológica que pode ser usada tanto agora como após do retorno as aulas”, disse Covas em agosto de 2020.

Prefeitura de SP tem 10 dias para cumprir determinação

Os estudantes paulistas já deveriam ter recebido os tablets e os chips de dados desde 2020, já que as aulas remotas já acontecem a um ano no pais.

Acontece que a compra dos equipamentos chegou a ser suspensa pelo Tribunal de Contas do Município.

Mas foi retomada e finalizada em novembro do ano passado. Enquanto que a compra dos chips foi finalizada em janeiro desse ano.

Esses contratos firmados entre a prefeitura e a Multilaser, Claro e Oi Móvel geraram um investimento total de R$ 563 milhões. Ou seja, os equipamentos estão comprados, mas não foram distribuídos.

Para o juiz Luís Antonio Nocito Echevarria, responsável pela decisão, a não distribuição acarreta em perda para os estudantes. Pois, muitos não têm conseguido acompanhar as aulas online.

A fim de se estabelecer tempo mínimo para organização e planejamento da entrega dos equipamentos, concedo a medida de urgência pleiteada para determinar à municipalidade que distribua aos alunos de sua rede de ensino, em 10 dias, os tablets e chips já adquiridos”, afirmou o juiz na medida liminar.

A liminar expedida pelo juiz é a resposta parta a ação popular Bancada Feminista do PSOL da Câmara Municipal.

A prefeitura disse que não recebeu intimação, mas que já iniciou a distribuição dos equipamentos.

Fique bem informado, acompanhe a editoria de carreiras do FDR 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.