Governo vai entrar em contato com VOCÊ para devolver auxílio emergencial?

Os brasileiros que receberam o auxílio emergencial de forma indevida terão que devolver o valor. O Governo Federal informou que entrará em contato com os cidadãos que terão que devolver as parcelas do auxílio por meio de SMS.

Governo vai entrar em contato com você para devolver auxílio emergencial
Governo vai entrar em contato com você para devolver auxílio emergencial (Imagem: montagem/FDR)

O auxílio emergencial foi criado no ano passado, devido à pandemia de Covid-19. O intuito foi ajudar os trabalhadores brasileiros e as famílias em situação de vulnerabilidade social a enfrentar os impactos gerados pela doença.

Diante disso, o auxílio emergencial foi destinado a trabalhadores informais, Microempreendedores Individuais (MEI), autônomos, desempregados e beneficiados do Bolsa Família.

Porém, o Ministério da Cidadania constatou, durante todo o ano, inscritos que não atendiam os critérios. Alguns foram aprovados, devido à desatualização dos bancos de dados dos órgãos do governo. Porém, assim que foi identificado o erro, o benefício foi cancelado.

Diante disso, quem recebeu de forma indevida o auxílio emergencial terá que devolver o valor. As devoluções das parcelas recebidas podem ser feitas pelo site Devolução Auxilio Emergencial.

O processo de devolução é por meio da geração de Guia de Recolhimento da União (GRU). Os beneficiários do Bolsa Família devem informar o Número de Identificação Social (NIS) ou o CPF. Para os demais casos, basta informar o número do CPF.

O pagamento da Guia pode ser feita pelos diversos canais de atendimento oferecidos pelo Banco do Brasil, como internet, terminais de autoatendimento e agências. O cidadão deve selecionar a parcela que deseja pagar.

Sendo assim, a GRU não será do total recebido. Caso a parcela que deseja efetuar a devolução não apareça, será necessário excluir as GRUs já geradas e que não foram pagas. Todos os detalhes sobre o pagamento do auxílio emergencial podem ser acessadas no Portal do Ministério da Cidadania.

Na plataforma serão apresentadas as datas de envio dos dados e de recebimento das parcelas. Para o acesso será necessário informar o CPF, nome completo, nome da mãe e a data de nascimento.

Para ter acesso a mais informações sobre a devolução do auxílio emergencial, o cidadão pode entrar em contato com a Central Telefônica da Caixa pelo telefone 111 ou a Central de Relacionamento do Ministério da Cidadania no telefone 121.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.