Auxílio emergencial de R$ 500 abre inscrição para comerciantes do Pará

Novidades para os moradores do Pará. A partir desta segunda-feira (05), o governo do estado está com as inscrições abertas para a concessão de uma nova rodada do auxílio emergencial de R$ 500. Nesse momento, o foco de atuação do projeto são os comerciantes autônomos de terceira categoria. No texto abaixo, saiba se pode e como se candidatar.

Auxílio emergencial de R$ 500 abre inscrição para comerciantes do Pará (Imagem: Google)
Auxílio emergencial de R$ 500 abre inscrição para comerciantes do Pará (Imagem: Google)

Mesmo com a aprovação do auxílio emergencial por parte do governo federal, o estado do Pará irá manter a liberação de seu benefício de extensão de renda.

Nessa rodada, a gestão local informou que estará contemplando manicure e pedicure, cabelereiro, barbeiro, esteticista e maquiadores com uma mensalidade de R$ 500.

Ao todo, o projeto espera beneficiar mais de 60 mil profissionais que atuam de forma autônoma. Para isso, foi elaborada uma lista com as especificações de cada profissão. Segundo dados do próprio governo local, até 28 de março cerca de 40 mil pessoas estavam inscritas.

Como se candidatar ao auxílio emergencial Pará?

Para poder ser um contemplado o cidadão deve se conectar em um dos sites das secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e do Banco do Estado do Pará (Banpará).

Ao abrir a página, selecione a função ‘auxílio’ e depois passe a preencher o formulário eletrônico de identificação pessoal. Entre as informações solicitadas, será preciso informar o nome completo e demais dados do cidadão, fonte de renda, área de atuação, endereço, entre outros.

É importante ressaltar que o pagamento só será concedido para quem não apresenta um vínculo de emprego formal. Além disso, não pode também receber demais benefícios como o Bolsa Família ou ser servidor público.

“A implementação de mais 20 mil inscrições na terceira categoria veio a partir da necessidade que percebemos com a grande procura pelo benefício, pois entendemos que é uma categoria que foi diretamente afetada pela pandemia, por isso, resolvemos aumentar o quantitativo de inscrições, seguindo o limite orçamentário e sem comprometer o equilíbrio fiscal”, explicou a secretária de Planejamento e Administração, Hana Ghassan.

Ao todo, o projeto terá um custo de aproximadamente R$ 500 milhões, afirmou o governador Helder Barbalho.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA