Estados mudam plano de vacinação nacional incluindo novos grupos como prioridade

Governos estaduais e municipais adotam seus próprios planos de vacinação. Diante da permanência da covid-19, a busca pela vacina que combate o novo coronavírus tem sido o principal desejo da população brasileira. Mesmo com o cronograma nacional de imunização, as gestões locais estão criando seus próprios grupos prioritários no enfrentamento da doença. Acompanhe.

Estados mudam plano de vacinação nacional incluindo novos grupos como prioridade (Imagem: Reprodução/Google)
Estados mudam plano de vacinação nacional incluindo novos grupos como prioridade (Imagem: Reprodução/Google)

Uma das maiores críticas ao governo federal tem sido a atuação no que diz respeito ao controle de contaminação pelo novo coronavírus.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro usa de estratégias para prolongar a aquisição das vacinas, os governadores e prefeitos passam a elaborar seus próprios planos de vacinação para imunizar o povo.

Nesse momento, as recomendações do ministério da saúde deixam claro a necessidade de seguir a ordem de vacinação elaborada pela equipe federal. Porém, tendo em vista a permissão para montar o próprio esquema, os estados vêm trabalhando de forma autônoma.

“Conforme a campanha de vacinação avance nos estados e municípios, eles podem ampliar a imunização do grupo prioritário desde que sigam a ordem prevista no Plano Nacional de Operacionalizações”, disse o governo, em nota.

Nesse momento, a equipe do ministério já entregou cerca de 33,9 milhões de doses da vacina contra o coronavírus. Os medicamentos estão sendo destinados a trabalhadores de saúde, quilombola e idosos, em parte do país.

Plano de vacinação por região

Para quem mora no Pará, a campanha de vacinação foi atualizada no dia 20 de março e está dando prioridade as pessoas com mais de 70 anos, agentes sanitários, indígenas e profissionais de saúde.

Já no Distrito Federal, o momento é de imunização para os idosos. O total de doses repassadas deverá medicar cerca de 15% do número total de pessoas que estão nesse grupo.

Em Goiás, o governo informou que além dos mais velhos, em breve será iniciada a vacinação de forças policiais, com reserva de 5% das doses.

Já em São Paulo, o novo grupo visto como prioritário é composto por professores da rede pública, municipal e privada, que deverão já ser imunizados a partir do dia 5 de abril.

No Espírito Santo a estratégia é reservar 5% das doses também para os professores e policiais, também ainda na primeira quinzena de abril.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Estados mudam plano de vacinação nacional incluindo novos grupos como prioridade

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA