Seguro DPVAT ganha novas regras de pagamento; saiba como consultar indenização

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) é um seguro obrigatório pago pelos motoristas para que as despesas médicas de rede privada sejam pagas quando surgirem acidentes de trânsito.

DPVAT: Passo a passo para pedir indenização na internet
DPVAT: Passo a passo para pedir indenização na internet (Imagem: Clark Van Der Beken/Unsplash)

Essa indenização pode ser liberada nos casos de atropelamento, colisão entre veículos e colisão com obstáculos físicos como poste ou muro, em apuração de culpa.

O reembolso das despesas médicas, o DPVAT indeniza nos casos de morte ou invalidez permanente dos motoristas.

Esse dinheiro é liberado pelo seguro que abrange motoristas, passageiros ou pedestres, brasileiros ou estrangeiros, que sejam vítimas do acidente. O acordo entre Caixa e Susep não muda as regras de indenização.

O DPVAT é pago pelos motoristas para que as despesas médicas de rede privada sejam pagas quando surgirem acidentes de trânsito.

Essa indenização pode ser liberada nos casos de atropelamento, colisão entre veículos e colisão com obstáculos físicos como poste ou muro, em apuração de culpa.

Quem pode solicitar o seguro DPVAT pela Caixa?

Para acidentes ocorridos a partir do dia 1º de janeiro de 2021, os pedidos deverão ser feitos nas agências da Caixa, mediante a apresentação de toda a documentação requerida por lei.

A Caixa lançou uma página sobre o DPVAT, para tirar dúvidas. Todas as vítimas de acidente de trânsito envolvendo veículos automotores  como carros, motos, ônibus e caminhões. Os solicitantes podem ser motoristas, passageiros, pedestres e seus beneficiários.

São pagos os casos de morte, invalidez permanente total ou parcial, reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada por danos físicos causados por acidente de trânsito.

Qual o valor pago pelas indenizações?

  • R$ 13.500 em caso de morte;
  • até R$ 13.500 em caso de invalidez permanente, tendo variação de acordo com a lesão da vítima: 100% para total; 75% para as perdas de repercussão intensa; 50% para as de média repercussão; 25% para as de leve repercussão);
  • até R$ 2.700, considerando os valores gastos pela vítima em seu tratamento.

Quais documentos para a solicitação do seguro DPVAT?

É preciso uma cópia de todos os documentos de identificação da vítima, comprovante de residência e boletim de ocorrência do acidente. 

Despesas médicas e ambulatoriais 

Os boletins de atendimentos médico-hospitalares, ou equivalentes, comprovantes das despesas acompanhados das respectivas requisições e/ou receituários médicos, e cópias do laudo da lesão e dos exames realizados.

Invalidez permanente

Laudo do Instituto Médico Legal (IML) informado a extensão das lesões físicas ou psíquicas da vítima, boletim de atendimento médico hospitalar ou ambulatorial e relatório detalhado do tratamento.

Morte

Certidão de óbito da vítima.

Como pedir indenização do DPVAT pela internet?

A partir de 2021 é possível receber o DPVAT pelo aplicativo da Caixa. Após fazer o download, o usuário deve se cadastrar no login Caixa.

Caso já tenha cadastro em outros apps da Caixa, como Habitação, FGTS e CAIXA Tem, a senha de acesso é a mesma. Clique aqui para baixar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.