Prefeitura do RJ prorroga restrições, mas amplia funcionamento de bares e restaurantes

No Rio, o Prefeito Eduardo Paes prorrogou até o próximo dia 22, grande parte das medidas restritivas para tentar conter o crescimento de casos de coronavírus no município. Mas, um decreto publicado pelo prefeito no Diário Oficial de hoje, 11, flexibilizou algumas determinações que passam a valer amanhã.

publicidade
Prefeitura do RJ prorroga restrições, mas amplia funcionamento de bares e restaurantes
Prefeitura do RJ prorroga restrições, mas amplia funcionamento de bares e restaurantes (Imagem Google)

Os bares e restaurantes tiveram o horário de funcionamento estendido à noite e os quiosques e barraqueiros das praias, podem voltar a atender. As atividades econômicas foram escalonadas por horário, com a finalidade de tentar diluir a quantidade de passageiros no transporte público.

Os donos de bares e restaurantes protestaram nos últimos dias contra a restrição de horário e foram à Justiça. 

publicidade

Procura por hospitais continua grande

A divulgação do boletim regional para risco de Covid-19 foi suspensa pela Prefeitura do Rio, pois em seu entendimento, a regra deve ser a mesma para a cidade toda. Na prática, o Rio permanece com risco alto.

De acordo com Paes, mesmo com os índices de óbitos diminuindo, o número de pessoas que se dirigem a rede de saúde se queixando de sintomas está subindo. Por conta disso, o prefeito decidiu manter as restrições.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Nós não vamos ficar esperando lotar as emergências para fazer alguma coisa. Os números hoje apontam para uma situação difícil daqui a um tempinho”, explicou Paes.

O que muda com o novo decreto no Rio

  • Bares, restaurantes, quiosques e similares podem atender presencialmente até as 21h
  • Após esse horário, atendimento somente delivery, drive-thru e entrega rápida com retirada do produto no estabelecimento (take-away)
  • Quiosques na orla podem reabrir, agora das 10h30 às 21h
  • Barraqueiros fixos na areia e ambulantes poderão atender até as 17h
  • Bancas de jornais não podem vender nem expor bebidas alcoólicas

Regras mantidas

  • Entre 23h e 5h, fica proibido permanecer em ruas, espaços públicos, praias e praças; caso descumpra, multa de R$ 562,42 – a circulação será permitida
  • Eventos, festas e rodas de samba permanecem proibidos
  • Não podem funcionar boates, casas de espetáculo, feiras especiais, feiras de ambulantes e feirartes (artesanato) — feiras livres, de alimentos, estão liberadas
  • A lotação máxima de 40% em todos os locais.

Atividades econômicas

  • Serviços: das 8h às 17h
  • Repartições públicas: das 9h às 19h
  • Comércio (incluindo shoppings): das 10h30 às 21h.
publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.