Auxílio do Amazonas prevê terceiro pagamento de R$200 no começo desse mês

Parcelas do auxílio emergencial passam a ser depositadas no Amazonas. Na última semana, o governo do estado deu início ao pagamento do benefício para mais de 41 mil famílias. Até esse momento, já foram liberadas duas mensalidades de R$ 200 cada e a expectativa é de que a terceira passe a ser concedida nos próximos dias. Acompanhe.

Auxílio do Amazonas prevê terceiro pagamento de R$200 no começo desse mês (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Auxílio do Amazonas prevê terceiro pagamento de R$200 no começo desse mês (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O auxílio emergencial do estado da Amazonas é uma iniciativa do governo local para minimizar os impactos do novo coronavírus. Trata-se de um benefício não vinculado ao governo federal que vem sendo concedido para a população de baixa renda.

Parcelas e valores

Ao todo, a população deverá receber três parcelas que totalizem R$ 600, sendo cada uma delas de R$ 200. As duas primeiras rodadas já foram disponibilizadas e a terceira deve ocorrer ainda no mês de março.

Para otimizar o recebimento, na última semana a prefeitura de Manaus entregou cerca de 9.989 cartões de saque do benefício. Com o documento a população consegue ter acesso aos valores nas agencias bancárias.

Quem tem direito de receber o abono

Para poder receber o benefício é preciso estar registrado no CadÚnico e ter uma família com ao menos 4 pessoas. Além disso, é preciso ainda ser maior de 18 anos e no caso dos segurados do Bolsa Família há uma prioridade no recebimento.

O governo precisou ainda utilizar alguns critérios de desempate tendo em vista que não teria recursos para beneficiar toda a população. Entre os critérios foram avaliados os seguintes pontos:

  • situação de pobreza da família (primeiro extrema pobreza, depois pobreza);
  • número de filhos menores de 18 anos na família (de 0 a 6 anos; de 7 a 15 anos; de 16 anos a 17 anos, 11 meses e 29 dias);
  • números de nutrizes na família;
  • número de gestantes na família;
  • data de nascimento do responsável pela unidade familiar.

Demais informes

O governo informou ainda que a depender da situação do estado não descarta a possibilidade de prorrogar o pagamento. Isso significa dizer que demais parcelas poderão ser concedidas ao longo do ano, levando em consideração ainda o plano de extensão do auxílio emergencial federal.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.