Abertas as inscrições na lista de espera do ProUni; confira como se candidatar

Estão abertas as inscrições para a lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os interessados têm até terça-feira (2) para se manifestar à favor desta etapa do processo, ou ficarão de fora das vagas remanescentes. Toda a ação acontece pela internet, gratuitamente.

Abertas as inscrições na lista de espera do ProUni; confira como se candidatar
Abertas as inscrições na lista de espera do ProUni; confira como se candidatar (Imagem: Google)

Para se inscrever é preciso acessar a página de inscrição do ProUni, oferecendo dados como número e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente.

Podem participar apenas os inscritos no processo seletivo ProUni 2021. A inscrição no programa feita nos anos anteriores perderam a validade.

O resultado da convocação dos candidatos da lista de espera deve ser divulgado no dia 5 deste mês. A partir do dia 8 será preciso comprar as informações declaradas no ato de inscrição. O prazo para essa última ação termina no dia 12 de março.

As vagas remanescentes são oferecidas para diferentes cursos em variadas instituições de ensino. Para conferir o resultado, é preciso ficar de olho no site do ProUni.

O Ministério da Educação não envia mensagens direcionadas aos aprovados avisando sobre a conquista. Quem perde o prazo passa a vaga para outro candidato da lista de espera.

Calendário do Prouni 2021

  • Dia 2 e 3 de março: prazo para inscrição na lista de espera do ProUni 2021
  • Dia 5 de março: divulgação dos candidatos aprovados na lista de espera do ProUni 2021
  • Dia 8 a 12 de março: prazo para comprovação das informações cadastradas no ato da inscrição

Quem pode participar do ProUni

Vale lembrar que para participar do ProUni é preciso estar dentro de uma série de requisitos estipulados pelo Ministério da Educação. Não basta dizê-los, é preciso confirmar as informações, como:

  • Ter feito todo o ensino médio em escola pública ou em particular como bolsista integral;
  • Ser professor da rede pública de ensino básico no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Comprovar renda familiar bruta mensal de, no máximo, três salários mínimos por pessoa e não ter diploma de nível superior;
  •  Ter realizado o Enem mais recente e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.