Veja como economizar na compra do material escolar para 2021

Por conta do retorno das aulas presenciais, os pais precisam estar atentos na hora de comprar o material escolar. Sejam eles feitos em lojas físicas ou pela internet, que agora começou a ser uma opção muito procurada por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Veja como economizar na compra do material escolar para 2021
Veja como economizar na compra do material escolar para 2021 (Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Apesar de não ter estimativa alta, a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae) afirmou que as compras online tiveram um aumento no setor de materiais escolares.

“Não temos números precisos, mas pelos depoimentos de muitos varejistas de papelaria ao longo do período de pandemia, esse formato de venda começou a ganhar espaço na preferência dos consumidores”, disse, em nota.

Em 2021, a entidade espera que haja uma alta de 8% a 10% nos preços dos materiais fabricados no Brasil por conta do reajuste de matérias-primas básicas como plásticos, papel e tintas.

“Para materiais escolares importados como alguns artigos de escrita, mochilas e estojos, a elevação está em torno 20% maior ante ao ano anterior, por causa da variação cambial expressiva do dólar”, pontuou a Abfiae.

Dicas para economizar na compra do material escolar

Os pais podem usar uma lista dos materiais do ano anterior para serem reaproveitados.

O diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez, aconselhou que “Régua, borracha e apontador do ano anterior, por exemplo, não há necessidade de comprar novos”, disse.

Outra dica é reunir os pais para a realização de compras coletivas. “Reunir vinte, trinta pais e fazer a compra coletiva, seja em loja física ou online, porque a negociação pode reduzir em até 30% o valor final das compras”, disse.

Se a compra for individual, o ideal é fazer pesquisa de preços. “É fundamental. Em pesquisas anteriores, o Procon já observou diferença de quase 1.000% na variação de preços de determinados materiais de uma loja para outra. Faça consulta de preços também pela internet. E lembre-se de que na compra online, há direito de arrependimento no prazo de até sete dias”, acrescenta o diretor.

Outras dicas

  • Faça uma lista do que precisa comprar, para não se perder e acabar se rendendo a compras por impulso. 
  • Converse com outros pais, participe de grupos de Whatsapp e tente fazer compras conjuntos em livrarias, editoras e no atacado. Isso aumenta a probabilidade de conseguir preços menores. 
  • Na lista de material escolar, os colégios não podem exigir a aquisição de qualquer material escolar de uso coletivo, como materiais de escritório, de higiene ou limpeza.
  • Realize pesquisas em estabelecimentos físicos e também online. Não deixe de pesquisar ações e feiras de troca de materiais escolares e livros didáticos organizadas pelas próprias escolas.
  • Junte o material escolar do ano anterior e veja a possibilidade de reutilizá-lo. É possível ainda reaproveitar livros didáticos do filho mais velho para o mais novo, se for o caso. 
  • Sempre pergunte sobre a possibilidade de desconto à vista. Se tiver que pagar a prazo, calcule se as parcelas cabem no orçamento.
  • Diante da pandemia, muitos pais optaram por não levar os filhos neste ano às compras, mas se for levá-los, converse com eles antes e explique quanto poderão gastar. Caso contrário, será difícil não ceder aos desejos deles e gastar mais do que o planejado.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Veja como economizar na compra do material escolar para 2021

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA