Pagamento do Bolsa Família em fevereiro terá salário atualizado e MAIS benefícios

Pontos-chave
  • Novo Bolsa Família pode começar a funcionar em fevereiro;
  • População terá reajuste no valor das mensalidades;
  • Faixas de renda e abonos serão determinados por grupo.

Segurados do Bolsa Família terão reajustes de valores. Na última semana, com a aprovação do novo presidente da Câmara dos Deputados, o governo federal retomou os debates sobre correções nos salários de seu maior projeto social. Há uma intenção de que a partir deste mês as mensalidades fiquem fixadas em R$ 200.

Pagamento do Bolsa Família em fevereiro terá salário atualizado e MAIS benefícios (Imagem: Reprodução/Google)
Pagamento do Bolsa Família em fevereiro terá salário atualizado e MAIS benefícios (Imagem: Reprodução/Google)

As atualizações pelo Bolsa Família têm sido um assunto em foque na agenda do governo federal desde dezembro de 2020. Diante da impossibilidade de implementar um novo projeto social de sua autoria, o presidente Jair Bolsonaro passou a trabalhar na revitalização do atual programa.

De acordo com ele, a expectativa é que o BF passe a integrar um número maior de pessoas e oferte salários mais altos. Sendo aprovada, a proposta pode ser vista como uma estratégia de reeleição em 2022, o que justifica o interesse do atual chefe de estado na manutenção da pauta.

Correções de salário no Bolsa Família

Em entrevista na semana passada, o ministro da cidadania, Onyx Lorenzoni, informou que a previsão é de que o novo salário do Bolsa Família passe a ser implementado já neste mês de fevereiro.

Há uma expectativa de que o projeto saia da base de R$ 190 e passe a ser de R$ 200 por cada segurado. No entanto, é importante ressaltar que essa parcela tende a ser ainda aumentada de acordo com a realidade de cada família. Mães gestantes e crianças e adolescentes têm direito a acréscimos sob regimento específico.

Questionado sobre a possibilidade de criação de um novo programa, o ministro antecipou que não há mais a possibilidade de implementação. Segundo ele, nesse momento de crise econômica e instabilidade mundial, manter o projeto já em vigor é a melhor estratégia para o andamento da agencia social.

 “Vai ser o Bolsa Família mesmo, não tem porque mudar, é o programa que as pessoas estão acostumadas” declarou Onyx Lorenzoni.

Correção nas faixas de renda

Há correções ainda quanto a entrada das pessoas que se encontram no índice de extrema pobreza. O valor base de R$ 89 passará a ser de R$ 92. Já para quem está na fila da pobreza, a renda deve deixar de ser de R$ 178 para ficar em R$ 192.

O governo espera que desse modo novos 300 mil brasileiros possam ser inclusos no programa. Porém isso implica ainda na exclusão daqueles que vivem em situação de vulnerabilidade social sendo a renda mensal em torno de R$ 200.

Criação de novos benefícios

Além de reajustar o piso do programa, Bolsonaro e sua equipem pretendem ainda criar outros benefícios dentro do projeto. Onyx informou que irá garantir a permanência da população até mesmo sob a possibilidade de entrada no mercado de trabalho.

Vamos dar garantia para as famílias. Se a pessoa se empregou e perdeu o emprego por algum motivo, pode voltar para o programa, sem entrar na fila”.

Desse modo, há uma lista de abonos que poderão ser acrescentados nos pagamentos do projeto. Sendo eles:

  • Pagamento de um ticket médio superior a R$ 200
  • Ajuste na renda para ingressar mais 300 mil famílias
  • Situação de extrema pobreza, atualmente reconhecida quando a renda é de até R$ 89 por pessoa, subirá a cerca de R$ 92 por pessoa
  • Situação de pobreza, quando a renda é de até R$ 178 por pessoa, será alterada para aproximadamente R$ 192 por pessoa
  • Criação de três bolsas por mérito: escolar, esportivo e científico.
Pagamento do Bolsa Família em fevereiro terá salário atualizado e MAIS benefícios (Imagem: Reprodução/Google)
Pagamento do Bolsa Família em fevereiro terá salário atualizado e MAIS benefícios (Imagem: Reprodução/Google)

Sobre calendário e formas de pagamento

Por fim, no que diz respeito aos calendários e meios de receber as mensalidades, o ministério da cidadania deverá manter ainda a organização feita com base no número final de cadastramento do projeto.

Além disso, a Caixa Econômica Federal permanecerá sendo a instituição financeira responsável pelas transações. No entanto, a grande mudança é os segurados precisarão estar conectados no app da poupança social digital, Caixa Tem, visto que os pagamentos serão operados por ele.

Atualmente já estão sendo feitas as migrações e cadastros, sendo todos os inscritos do programa vinculados ainda neste primeiro semestre de 2020.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA