Atingidos por tragédia em Brumadinho receberão auxílio emergencial por QUATRO anos

Anos após a tragédia em Brumadinho, um acordo fechado entre a Vale e o governo de Minas Gerais decidiu que as famílias atingidas pelo desastre receberão o auxílio emergencial por quatro anos. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (4).

Atingidos por tragédia em Brumadinho receberão auxílio emergencial por QUATRO anos
Atingidos por tragédia em Brumadinho receberão auxílio emergencial por QUATRO anos (Imagem: Reprodução / Google)

Na negociação, ficou definido que serão investidos R$ 37 bilhões. O valor pedido anteriormente era de R$ 55 milhões. Com o novo valor, a vale deverá investir em:

  • Novo Anel viário
  • Investimento em hospitais regionais
  • Obras para garantir segurança hídrica da região metropolitana
  • Saneamento básico nos municípios da bacia do rio Paraopeba
  • Reforma do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte
  • R$ 1 bilhão reservado para estradas
  • Auxílio emergencial para 110 mil pessoas, durante quatro anos

O pronunciamento dos envolvidos

A informação foi divulgada através das redes sociais. O procurador-geral do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Jarbas Soares Júnior, anunciou através do Twitter o resultado do acordo.

“O maior acordo da história se dá em 2 ações do MPMG e 1 do estado, e não incluem as ações penais, os danos desconhecidos e os direitos individuais. Respeito aos atingidos e ao povo de MG”, escreveu sobre o “acordo milionário” fechado na ocisão.

O Governo de Minas também se posicionou e disse, por meio de nota, que “foi possível definir, em tratativas realizadas nas últimas horas, os termos financeiros para as Medidas de Reparação aos danos socioeconômicos e socioambientais causados pelo rompimento da Barragem de Córrego do Feijão, em Brumadinho”.

Também por meio de nota, enviada ao G1, a Vale informou que:

“A Vale confirma o teor da Nota Oficial divulgada há pouco pelo Governo de Minas Gerais, o Ministério Público de Minas Gerais, o Ministério Público Federal e a Defensoria Pública de Minas Gerais sobre um possível acordo global para a reparação aos danos socioeconômicos e socioambientais causados pelo rompimento da Barragem de Córrego do Feijão, em Brumadinho.

A Vale também confirma que “foi marcada audiência para a próxima quinta-feira (4/2) para entendimentos finais e possível assinatura do Termo de Reparação, com investimentos e ações com foco nas regiões atingidas e sua população”.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.