Famílias de Minas Gerais poderão ficar sem água NESTA região do estado

Por conta da falta de dinheiro, às famílias que precisam de carros-pipa no semiárido nordestino e de Minas Gerais podem deixar de receber água potável a partir do mês de fevereiro. Essa alerta foi realizada em um ofício encaminhado nesta semana.

Famílias de Minas Gerais poderão ficar sem água NESTA região do estado
Famílias de Minas Gerais poderão ficar sem água NESTA região do estado (Foto: Google)

O documento foi enviado pelo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) Claudio Xavier Seefelder Filho, para o Ministério da Economia.

Hoje, o programa é coordenado pelo exército e atende nove estados, nos quais é fundamental a garantia da segurança hídrica para o semiárido brasileiro. 

Por meio desse programa, o governo distribui água potável principalmente para a zona rural de cidades atingidas pela seca.

Em alguns lugares, áreas urbanas também recebem o abastecimento por meio de caminhões. Em diversos locais, os carros-pipa são a única forma de acesso à água para as famílias.

Seefelder, afirma que a operação “encontra-se comprometida ao longo do mês de fevereiro, face ao esgotamento dos seus créditos orçamentários” e solicita ao Ministério da Economia a ampliação da verba.

O secretário-executivo do MDR comentou que a Operação Carro-Pipa é responsável pelo fornecimento de água potável a milhares de brasileiros no semiárido e a sua paralisação traria “irreparáveis prejuízos à população assistida e aos profissionais civis nela envolvidos”.

Segundo o documento, o orçamento para o programa é de R$ 89,7 milhões, em janeiro foram liberados cerca de R$ 65,9 milhões.

Já para custear as operações do mês de fevereiro, foi liberado o saldo restante, outros R$ 23,7 milhões.

De acordo com o cálculo feito pelo MDR, é necessário um valor total de R$ 672 milhões para todo o ano de 2021, considerando o que foi gasto no ano passado.

“Dado que foram efetivamente disponibilizados, até o presente momento, R$ 89.746.679, persiste a necessidade de R$ 582.330.615 para arcar com a operação durante todo o exercício de 2021”, diz o ofício.

Municípios de Minas Gerais

O documento lembra que há R$410 milhões alocados para a operação, porém o valor ainda precisa ser autorizado pelo Congresso, mas não há data para ser votada.

“O fato de a liberação desses recursos está condicionada à aprovação legislativa prevista causa preocupação pelo tempo em que possa ocorrer, face a continuidade da operação”, destaca o documento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.