Aposentadoria por idade do INSS: Guia completo para solicitar

Pontos-chave
  • Aposentadoria por idade muda suas regras depois da reforma do INSS;
  • Benefício tem idade mínima distinta entre homens e mulheres;
  • Solicitação deve ser feita pela internet.

Reforma da previdência muda meios de solicitação das aposentadorias. Desde 2019 o sistema do Instituto Nacional do Seguro Social vem passando por mudanças. Agora, o trabalhador que quiser ter a licença definitiva de seu ofício deve ficar atento a modalidade em que se enquadra. No texto abaixo, conheça mais a fundo sobre a aposentadoria por idade.

Aposentadoria por idade do INSS: Guia completo para solicitar (Imagem: Reprodução/Google)
Aposentadoria por idade do INSS: Guia completo para solicitar (Imagem: Reprodução/Google)

A aposentadoria por idade é a solicitação mais comum entre os benefícios do INSS. Por meio dela, o cidadão ganha o direito de se afastar das atividades de trabalho, sem deixar de receber uma fonte de renda. No entanto, é preciso ficar atento as regras de concessão.

Como funciona aposentadoria por idade?

Para ter direito a esse tipo de aposentadoria o cidadão precisa atingir determinada faixa etária. No caso das mulheres, é preciso ter começado a trabalhar antes da reforma e cumprir 60 anos de serviço. Já para homens o tempo mínimo é de 65 anos.

Para quem começou a trabalhar depois da reforma da previdência, o tempo é diferente. Nesse caso, as mulheres devem cumprir suas atividades até os 62 anos e os homes até os 65.

Quem tem direito à aposentadoria por idade?

No que diz respeito aos direitos, há três modalidades, como informado acima. Para quem tinha a carteira assinada anteriormente a Reforma da Previdência (13/11/2019), é preciso:

  • 65 anos de idade e 180 meses de carência, se homem;
  • 60 anos de idade e 180 meses de carência, se mulher;

Outra modalidade é para quem começou a trabalhar antes da reforma, mas não cumpriu o período mínimo. Para esse grupo foi criado as famosas Regras de Transição, sendo elas:

  • 65 anos de idade e 15 anos de tempo de contribuição +6 meses por ano, a partir de 2020, até atingir 20 anos de contribuição, lá em 2029, se homem;
  • 60 anos de idade +6 meses por ano, a partir de 2020, até atingir 62 anos de idade, lá em 2023, e 15 anos de tempo de contribuição, se mulher.

Já para os mais novos que começaram a trabalhar depois da reforma o período mínimo é de:

  • 65 anos de idade e 20 anos de tempo de contribuição, se homem;
  • 62 anos de idade e 15 anos de tempo de contribuição, se mulher.
Aposentadoria por idade do INSS: Guia completo para solicitar (Imagem: Reprodução/Google)
Aposentadoria por idade do INSS: Guia completo para solicitar (Imagem: Reprodução/Google)

Como solicitar a aposentadoria por idade?

O processo de solicitação da aposentadoria nessa modalidade é o mesmo das demais. O cidadão deve, antes de mais nada, acessar o Meu INSS para poder dar entrada na análise de sua previdência.

Basta se conectar no portal, abrir a página de aposentadorias e na sequencia solicitar a função por idade. Depois disso, o cidadão deve preencher o formulário apresentado, repassando as informações de seu histórico trabalhista. Por fim, basta conformar os dados e aguardar o retorno.

Há casos ainda em que o cidadão precisa ir até uma agência, estando com a documentação atrasada, por exemplo. Nessa situação é necessário ainda marcar um agendamento prévio na internet para poder ser atendido presencialmente.

O órgão tem um período entre 30 e 90 dias para a validar a solicitação. No entanto, devido a crise do novo coronavírus, o prazo vem se estendendo, acumulando mais de 1 milhão de análises entre aposentadorias e demais benefícios.

Valores da aposentadoria

No que diz respeito aos valores, o pagamento varia de acordo com a faixa de renda recebida pelo cidadão ao longo de sua jornada. Além disso, o INSS contabiliza também todas as contribuições repassadas.

Para saber a definição exata do benefício é possível acessar a calculadora virtual que faz uma projeção do salário a ser concedido.

A plataforma está disponível também no Meu INSS e solicita dados como o tempo de contribuição, valor do salário e histórico de trabalho.

É válido ressaltar que o órgão deve contabilizar ainda as taxações tributárias, podendo descontar o valor total de sua mensalidade. De modo geral, a quantia mínima deve ser de R$ 1.100 (atual salário mínimo) e o teto de R$ 6.433.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.