Não pagou IPVA 2021? Veja quais as consequências para o seu CPF

Estar em dia com o pagamento dos impostos é extremamente importante para evitar penalidades. Não pagar o IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores) também traz consequências que você fica sabendo logo abaixo.

Não pagou IPVA 2021? Veja quais as consequências para o seu CPF
Não pagou IPVA 2021? Veja quais as consequências para o seu CPF (Imagem FDR)
publicidade

Não pagar o IPVA pode gerar multas e até levar o nome do proprietário do veículo para a divida ativa.

O site Contábeis diz ainda que o motorista que não estiver em dia com o tributo, não poderá licenciar o veículo, o que pode causar a apreensão do mesmo, implicando em multa pela autoridade de trânsito e sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Para deixar tudo certo, os motoristas devem se lembrar de pagar também o licenciamento e as multas. Ao estar em dia com tudo isso, o proprietário recebe o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo) que agora só é emitido em versão digital.

É importante lembrar que em 2021, os proprietários estão isentos do pagamento do DPVAT (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores).

Cálculo do IPVA 2021

O valor do IPVA é calculado com base no preço dos automóveis e a taxa que deve ser paga pelos motoristas é de em média 3% do preço do bem.

Como foi dito no início, o IPVA é uma responsabilidade de cada estado, porém geralmente para os carros usados, o preço médio cobrado no mercado no final do exercício anterior ao da cobrança é utilizado como base para o IPVA.

A base para os preços vem de publicações especializadas no assunto e, subsidiariamente nas redes revendedoras.

A cotação pode ser feita pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Já nos casos de carros zero, a base para a cobrança é o valor da nota fiscal.

Para os carros antigos que foram importados diretamente pelo consumidor, a base de cálculo aplicada é o preço indicado no documento de desembaraço aduaneiro, com acréscimo dos demais impostos e encargos, mesmo nos casos de não recolhimento pelo importador.

Paulo AmorimPaulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.