Prefeitura de SP quer incluir ESTES profissionais na 1ª fase da vacinação do COVID-19

O prefeito de São Paulo Bruno Covas(PSDB), remeteu um ofício para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, solicitando que os trabalhadores da área da educação fossem incluídos na fase 1 do calendário de vacinação contra a Covid-19.

Prefeitura de SP quer incluir ESTES profissionais na 1ª fase da vacinação do COVID-19
Prefeitura de SP quer incluir ESTES profissionais na 1ª fase da vacinação do COVID-19 (Imagem Google)

O ofício enviado no dia 15 de janeiro, foi divulgado ontem, 21, nas redes sociais pelo secretário municipal de Educação, Fernando Padula.

No documento, o prefeito diz que as escolas estão fechadas desde o dia 16 de março e ressalta que a rede pública possui mais de 10 mil empregados que foram afastados em decorrência da idade ou comorbidades.

“Dentre os que permanecem em trabalho são 70 mil atuando nas unidades diretas e 40 mil nas unidades parceiras, totalizando 120 mil profissionais da educação”, explicou.

Covas considera essencial que os trabalhadores da educação sejam incluídos na fase 1 da campanha de vacinação contra a Covid-19, em um momento que a cidade de São paulo enfrenta um cenário de aumento de casos.

Os professores se mostram contra o retorno das aulas presenciais nas escolas e pedem que isso só aconteça após a vacinação. O medo da contaminação é o problema mais apontado.

Porém, os especialistas em Educação avaliam que as escolas fechadas por tanto tempo trará prejuízos à aprendizagem e segurança das crianças.

A reabertura das escolas particulares também é defendida. Estes estabelecimentos estão acumulando prejuízos desde o começo da pandemia quando o decreto de quarentena fechou todas as escolas no ano passado.

Grupo com prioridade de vacinação

De acordo com o plano de vacinação elaborado pelo Ministério da Saúde, os primeiros a serem imunizados são, na ordem:

  • Os profissionais de saúde da linha de frente do combate à pandemia;
  • Idosos com mais de 60 anos que moram em instituições de longa permanência;
  • Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, que vivem em residências inclusivas; e
  • Indígenas que vivem em terras indígenas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.