Auxílio emergencial vai ser pago com NOVAS parcelas em 2021?

Negociações para manter o auxílio emergencial são pautas no Congresso Nacional. Nem mesmo estando de férias os parlamentares se isentaram do interesse de manter o coronavoucher ao longo do primeiro semestre deste ano. O assunto está sendo fortemente debatido em Brasília, e pode se tornar uma realidade em breve.

Auxílio emergencial vai ser pago com NOVAS parcelas em 2021?Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Auxílio emergencial vai ser pago com NOVAS parcelas em 2021?Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Manter ou não o auxílio emergencial acabou virando uma decisão para além das forças do presidente Jair Bolsonaro. Mesmo se posicionando contrário a proposta, o chefe de estado deverá receber uma solicitação do Congresso que visa sustentar novas parcelas do benefício.

A ideia de permanência do programa vem sendo defendida como uma forma de reduzir os números de extrema pobreza e miséria no país. Caso o auxílio emergencial seja encerrado no próximo dia 27, como o previsto pela equipe econômica, significa que milhares de brasileiros ficarão descobertos.

Parlamentares podem manter o auxílio emergencial

Diante dos efeitos sociais e econômicos negativos com a suspensão das transferências de renda, o Congresso Nacional estuda a possibilidade de elaborar uma convocação de sessão legislativa extraordinária.

Isso porque, há um grupo de parlamentares que, mesmo de férias, vêm trabalhando a favor da permanência do auxílio.

O senador, Alessandro Viera, apresentou no último dia 6 uma proposta de reunião para a definição do projeto. Segundo ele, a intenção é debater não somente a permanência do auxílio emergencial, como prorrogar o estado de calamidade pública em todo o país.

Viera vem recolhendo uma série de assinaturas em favor da proposta e deverá apresentada para os demais parlamentares em breve. Em apoio, a senadora Zenaide Maia garantiu estar de acordo com o planejamento, sob a afirmação de que ele poderá salvar vidas.

“Sou a favor da suspensão do recesso do Congresso para votação de projetos urgentes, como a prorrogação do estado de calamidade pública e do auxílio emergencial. Era previsível que os impactos da pandemia ainda seriam sentidos neste ano”, disse a parlamentar.

É válido ressaltar que Zenaide é a autora do Projeto de Lei (PL) 2.928/2020, que permite com que o governo possa prorrogar o auxílio para poder enfrentar a crise do novo coronavírus. Até o momento não há um prazo para a definição da proposta, espera-se que ela seja debatida em fevereiro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.