Bolsa Família muda regras de pagamento e saque em 2021; tire suas dúvidas!

Pontos-chave
  • Neste ano o programa Bolsa Família sofrerá mudanças;
  • O governo ampliou o prazo para fazer saque de 90 para 270 dias;
  • Além disso, o governo vai criar novas bolsas para os beneficiários.

Neste ano de 2021, o governo mudou algumas regras do  Bolsa Família, que tem como objetivo tirar as famílias da situação de pobreza e extrema pobreza no país. O programa foi criado no ano de 2003, pelo ex-presidente Lula, após realizar a junção de outros benefícios para compor o programa.

Bolsa Família muda regras de pagamento e saque em 2021; tire suas dúvidas!
Bolsa Família muda regras de pagamento e saque em 2021; tire suas dúvidas! (Imagem: Divulgação)
publicidade

A ideia era realizar transferência direta de renda que beneficiasse famílias em situação de pobreza e extrema pobreza no país. 

As famílias em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa, e de pobreza, com renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178.

Mudanças no Bolsa Família em 2021

Após a finalização do pagamento do auxílio emergencial, o governo está atrás de um benefício que possa suprir as necessidades dos brasileiros dentro do programa.

A intenção é unificar os benefícios que já existem, reajustar os valores e criar novas bolsas: por mérito escolar, esportivo e científico. 

Com isso, cerca de 14,5 milhões de famílias seriam contempladas, e o número de beneficiários seria de 200 mil. 

O governo tem a intenção de criar 3 bolsas por mérito: escolar, esportivo e científico, para que possa premiar estudantes por conta do seu desempenho nessas áreas.

Participaram dessas negociações os  ministérios da Educação, da Ciência e Tecnologia.

No primeiro ano cerca de 10 mil estudantes devem ser contemplados com o bolsa por mérito esportivo, e outros 10 mil na de iniciação científica.

O aluno vai receber cerca de R$100 mensais e a família vai receber uma parcela única no valor de R$1 mil, somando cerca de R$ 2,2 mil no período de um ano. As bolsas devem custar ao governo aproximadamente R$ 50 milhões.

O texto está sendo analisado pelos ministérios e precisa da aprovação do presidente, mas ainda está pendente por conta do Congresso estar com as suas atenções voltadas para as presidências da Câmara e do Senado, o que deve acontecer no dia 1º de fevereiro. 

As fontes que fazem parte das discussões admitiram que não será possível contemplar todos os que estariam habilitados, isso só seria viável caso o Congresso destine mais recursos para o programa no momento da votação do orçamento.

Além disso, foram realizadas mudanças no prazo de saque, antes o período era de 90 dias, mas neste ano o prazo passou para 270 dias para a realização da retirada do dinheiro.

Bolsa Família muda regras de pagamento e saque em 2021; tire suas dúvidas!
Bolsa Família muda regras de pagamento e saque em 2021; tire suas dúvidas! (Imagem: Reprodução/Google)

Qual o calendário do Bolsa Família 2021?

Final 1- 18/jan; 11/fev;18/mar;16/abr;18/mai;17/jun;19/jul;18/ago;17/set;18/out; 17/nov;10/dez

Final 2 – 19/jan;12/fev;19/mar;19/abr;19/mai;18/jun;20/jul;19/ago;20/set; 19/out; 18/nov;13/dez

Final 3 – 20/jan; 17/fev; 22/mar; 20/abr; 20/mai; 21/jun; 21/jul; 20/ago; 21/set; 20/out; 19/nov; 14/dez

Final 4 – 21/jan; 18/fev; 23/mar ;22/abr; 21/mai; 22/jun; 22/jul;23/ago; 22/set; 21/out;22/nov;15/dez

Final 5 – 22/jan;19/fev; 24/mar; 23/abr; 24/mai; 23/jun; 23/jul; 24/ago; 23/set; 22/out; 23/nov;16/dez

Final 6 – 25/jan; 22/fev; 25/mar; 26/abr; 25/mai; 24/jun;26/jul;25/ago; 24/set; 25/out; 24/nov;17/dez

Final 7 – 26/jan; 23/fev; 26/mar; 27/abr; 26/mai; 25/jun; 27/jul; 26/ago; 27/set; 26/out; 25/nov; 20/dez

Final 8 – 27/jan; 24/fev; 29/mar; 28/abr; 27/mai; 28/jun; 28/jul; 27/ago; 28/set; 27/out; 26/nov;21/dez

Final 9 – 28/jan;25/fev; 30/mar; 29/abr; 28/mai; 29/jun;29/jul;30/ago; 29/set; 28/out; 29/nov; 22/dez

Final 0 – 29/jan;26/fev; 31/mar; 30/abr; 31/mai; 30/jun; 30/jul; 31/ago; 30/set; 29/out; 30/nov; 23/dez.

Recebimento pelo Caixa Tem

O governo determinou que neste ano os pagamentos do programa serão realizados por meio da poupança social digital, mais conhecida como Caixa Tem. Essa decisão foi uma das formas encontradas de fazer com que a Caixa aumente a sua gama de clientes e assim possa oferecer mais serviços.

O Caixa Tem funciona como uma poupança, mas sem custos. A conta tem funções parecidas com as de outros aplicativos de carteira virtual.

Os usuários do aplicativo podem realizar transferência por meio de DOC, e o cliente pode enviar dinheiro para bancos físicos tradicionais ou digitais.

A conta Poupança Social Digital pode fazer transferências ilimitadas para contas da Caixa, e até três transações mensais para outros bancos, com o limite de R$ 600 por movimentação e de R$ 1 mil por dia.

Pelo aplicativo os usuários podem acessar informações sobre os seus benefícios além de poder saber sobre o Abono Salarial do PIS e Seguro-Desemprego.

O aplicativo disponibiliza um cartão de débito virtual que pode ser solicitado por meio do mesmo

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.