Matrícula escolar, IPVA e IPTU chegaram! Confira qual melhor forma de quitar

Brasileiros devem organizar as finanças para quitar as dívidas de início do ano. O mês de janeiro chegou e com ele há uma série de obrigações a serem cumpridas. Para os pais, é chegada a hora de investir no material e matricula escolar dos estudantes. Já os solteiros, têm como prioridade levantar recursos para o IPVA e IPTU. No texto abaixo, confira dicas para evitar atrasos.

Matrícula escolar, IPVA e IPTU chegaram! Confira qual melhor forma de quitar (Imagem: Google)
Matrícula escolar, IPVA e IPTU chegaram! Confira qual melhor forma de quitar (Imagem: Google)

A primeira coisa a se fazer antes de iniciar as prestações de contas é organizar todo o fluxo de entrada e saída financeira. Analistas recomendam que o cidadão organize sua renda em uma planilha, levando em consideração os valores fixos (salários) e demais investimentos. Feito isso, é a hora de organizar as datas de pagamento do IPVA, IPTU, matrícula e mais.

Despesas estudantis

Para quem tem como prazo máximo o mês de janeiro para organizar a vida escolar dos filhos e demais dependentes, recomenda-se inicialmente preparar um orçamento total dos gastos.

Isso significa que todos os valores referentes a matricula, e a compra de materiais, devem ser contabilizados antes de utilizados.

Depois de ter uma visão geral, o cidadão passa a saber quanto poderá investir em cada despesa. No caso das matriculas, quando o valor for maior que a quantia reservada, cogita-se a possibilidade do parcelamento desde que não haja prejuízo com os juros.

na compra dos materiais, uma dica é observar quais os produtos serão realmente utilizados, optar pela aquisição de locais como sebos e demais centros de venda com o melhor custo benefício.

Tendo filhos ou outros parentes na mesma classe, a divisão dos livros também é uma opção para economizar.

Pagamento de impostos como o IPVA e o IPTU

No que diz respeito aos impostos, os contribuintes devem antes de mais nada saber as datas de pagamento e oportunidades de descontos concedidas.

As isenções variam de acordo com cada estado que, por meio da cota única, oferecem uma redução no valor total a ser pago.

Quem tiver condições de sanar a dívida de forma total, deve aproveitar o desconto. Já para os que optarem pelo parcelamento não devem esquecer de anexar o valor das próximas mensalidades no orçamento dos demais meses.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA