Matrículas 2021: João Pessoa e Campina Grande iniciam processo de inscrições online

Mais duas cidades brasileiras têm o período de matrículas 2021 iniciado. Estudantes novatos da rede municipal de João Pessoa e Campina Grande podem realizar o processo ainda esse mês.

Matrículas 2021: João Pessoa e Campina Grande iniciam processo de inscrições online
Matrículas 2021: João Pessoa e Campina Grande iniciam processo de inscrições online (Imagem/Reprodução: Google)
publicidade

Duas cidades da Paraíba, que por sinal já definiram o retorno de suas aulas, darão início ao processo de matricula 2021 de novos estudantes.

Matrículas 2021 em João Pessoa

Na cidade, as matrículas devem iniciar já na próxima segunda-feira, 11, os estudantes que já estão matriculados na rede terão a renovação automática.

As aulas devem ser retomadas remotamente em 8 de fevereiro. A ideia da Secretaria de Educação do município é que aos poucos o ensino híbrido seja instituído na rede municipal.

Para isso, um diagnóstico dos estudantes deve ser feito, para analisar como está o aprendizado deles durante esse momento de aulas remotas. E o estado em que o município está deverá ser levado em consideração, bem como a situação em cada bairro.

Matricula 2021: Campina Grande

No dia 21 de janeiro deve ser iniciado o período de matricula 2021 para estudantes novatos na rede municipal de ensino; esse prazo vai até 12 de fevereiro.

Em Campina Grande, a matrícula deve acontecer virtualmente, a plataforma ainda não foi divulgada.

Mas, ao acessar o sistema, o responsável pelo estudante deverá preencher seus dados e escolher a unidade escolar em que ele vai ingressar.

Após isso, a inscrição irá para análise, se aceita, os documentos do aluno deverão ser entregues diretamente na escola selecionada.

Caso o responsável não tenha acesso à internet, um esquema será montado para a matrícula ser realizada pelos secretários escolares.

O retorno às aulas deve acontecer em 18 de fevereiro, ainda remotamente, por conta da pandemia.

Investimentos do Estado com Educação durante a pandemia

A educação não parou no país por conta da pandemia, o que houve foi uma “remodelação”. Com isso, também houve a necessidade de adaptação por parte não só dos estudantes, mas também dos professores.

Pensando justamente em fornecer um suporte adequado aos docentes, é que a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT) disponibilizou um curso de formação continuada.

Além disso, o piso salarial dos professores aumentou, até mesmo dos que já estão aposentados.

Acompanhe a nossa editoria de Carreiras no FDR.

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.