Renda Cidadã e Novo Bolsa Família não ganham força após fim do auxílio emergencial

Nesta terça-feira (29), a Caixa Econômica Federal (CEF) vai pagar a última parcela do auxílio emergencial para cerca de 3,2 milhões de pessoas, com isso se encerra o calendário de pagamentos do programa que foi lançado em abril deste ano para apoiar os autônomos e desempregados que foram afetados pela pandemia. Ao todo, 68 milhões de brasileiros receberam ajuda.

Renda Cidadã e Novo Bolsa Família não ganham força após fim do auxílio emergencial
Renda Cidadã e Novo Bolsa Família não ganham força após fim do auxílio emergencial (Foto: FDR)

Até agora, não há indícios de que o benefício vai continuar sendo pago em 2021, nem que será lançado outro programa social ou um substituto para o programa Bolsa Família.

Segundo o Ministério da Cidadania, no ano que vem, só vão ser realizados os pagamentos de contestações administrativas e extrajudiciais e de decisões judiciais.

Os parlamentares continuam defendendo a prorrogação do auxílio pelo período de mais 2 ou 3 meses no ano que vem, por meio da ampliação do estado de calamidade pública, porém, o ministro da Economia, Paulo Guedes, segue afirmando que o programa vai acabar neste ano.

Último lote de pagamentos do auxílio

Nesta terça-feira (29) vão receber os trabalhadores que nasceram em dezembro e que não fazem parte do programa Bolsa Família. 

Cerca de 3,2 milhões vão receber uma parcela do auxílio extensão de R$300 e outros 50,3 mil vão receber a parcela de R$600.

Os beneficiários do Bolsa Família receberam a sua última parcela no dia 23 de dezembro e vão voltar a receber o benefício no mês de janeiro.

Quem vai receber o auxílio emergencial?

  • 50,3 mil trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em dezembro:
    – aprovados que receberam 4 parcelas recebem a última parcela de R$ 600
    – aprovados que receberam de 1 a 3 parcelas recebem parcelas de R$ 600 restantes até a 5ª
  • 3,2 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em dezembro:
    – aprovados que já receberam todas as parcelas de R$ 600 (e qualquer número de parcelas de R$ 300) recebem a última parcela de R$ 300.

O dinheiro será depositado na conta poupança social digital do banco e inicialmente pode ser usado apenas para o pagamento de contas e compras usando o cartão virtual.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Renda Cidadã e Novo Bolsa Família não ganham força após fim do auxílio emergencial

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA