FGTS pode ser usado para financiamento de veículo? Entenda quando o valor é liberado

FGTS tem sido visto cada vez mais como uma forma de investimento. Diante as liberações autorizadas pelo governo federal, parte significativa dos trabalhadores brasileiros começaram a olhar o Fundo de Garantia como uma oportunidade para a aquisição de bens e também de recuperação econômica. Sendo permitido a utilização dos valores retidos para a compra de um imóvel, há ainda quem deseje usar os recursos para financiar um automóvel.

FGTS pode ser usado para financiamento de veículo? Entenda quando o valor é liberado (Foto: Google)
FGTS pode ser usado para financiamento de veículo? Entenda quando o valor é liberado (Foto: Google)

O uso do FGTS é uma forma do trabalhador poder antecipar alguns grandes pagamentos, como a compra de uma casa. Porém, para quem deseja financiar um automóvel é preciso ficar atento.

De acordo com a legislação do programa, não há permissão de retirada para esse tipo de serviço, sendo este inviabilizado pelo governo.

Quando posso usar o FGTS?

Normalmente a concessão do FGTS se dá em diferentes formas. A mais tradicional é quando o cidadão é demitido sem justa causa e passa a utilizar parte dos recursos para poder fazer a manutenção de sua renda.

Há ainda também a chance de tirar valores quando é feito o término do contrato por prazo determinado, na rescisão do contrato por extinção total da empresa, supressão de parte de suas atividades.

Além do fechamento de quaisquer de seus estabelecimentos, falecimento do empregador individual ou decretação de nulidade do contrato de trabalho. Todas as categorias citadas são referentes a questões trabalhistas.

Demais modalidades

O que não se pode esquecer é que há também formas de uso do fundo de garantia que não estão relacionadas com a CLT. A primeira delas tem a ver com o sistema previdenciário.

Nesse caso, as chances são quando há rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior, na aposentadoria.

Outra permissão também se dá para necessidades pessoais, quando algum desastre natural acontece, como enchentes, incêndios, etc., que o cidadão perca seus bens ou tenha grande parte danificada.

E para quem quer fazer a aquisição de um bem o FGTS fica disponível apenas para compra de imóveis. Para isso, os recursos são utilizados para debater os valores do financiamento que permanecerá sendo pago de forma reduzida até que a quantia seja inteiramente quitada.

Por fim, não se pode esquecer das novas modalidades: o FGTS emergencial de R$ 1.045 e o saque aniversário com liberações anuais de acordo com a faixa de renda do trabalhador.

 

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.