Privatização dos Correios avança mais um passo; o que pode mudar nos serviços?

Nesta quarta-feira (2), a secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, indicou que um projeto de lei para possibilitar a privatização dos Correios pode ser enviado ao Congresso nos próximos dias. Ela alega que esse PL será importante para atrair algum parceiro privado.

Privatização dos Correios avança mais um passo; o que pode mudar nos serviços?
Privatização dos Correios avança mais um passo; o que pode mudar nos serviços? (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Além disso, a secretária do PPI entende que a proposta permitirá que os serviços de entrega permaneçam sendo universalizados, de forma com que os brasileiros sigam recebendo as encomendas em casa. Com isso, as políticas públicas seriam mantidas sem prejudicar a população.

Caso os Correios sejam privatizados, mudanças no quadro de funcionários e nas unidades podem acontecer. Na possível diminuição de unidades, as cidades mais distantes podem apresentar dificuldades nas entregas dos produtos. Para o consumidor, as mudanças poderiam ter impactos menores.

Leilões para 2021

O governo espera realizar alguns leilões de desestatização de diversas empresas, como os Correios e a Eletrobras, no próximo ano. Para que os projetos tenham prosseguimento, será necessária a aprovação do Congresso. Além dessas duas, o programa de privatização para 2021, há outras sete.

Estão inclusas a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF), CeasaMinas, Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), Emgea (Empresa Gestora de Ativos (Emgea), Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb) e Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep).

Com a atualização feita nesta quarta, o governo possui 201 projetos. O Ministério da Economia apontou que há 115 esperados para o ano que vem. A expectativa é de gerar R$ 367 bilhões em investimentos.

Entre os previstos para 2021, há o projeto para leiloar a tecnologia 5G, 22 aeroportos, 6 parques e florestas, 6 rodovias, 3 ferrovias e 16 portos.

Apesar de considerar a carteira grande, Martha Seillier entende que o cronograma inclui todos os projetos viáveis de serem concluídos no ano seguinte. Ela indicou que os projetos possíveis já estão em curso, com relação à estruturação.

Por conta da pandemia de covid-19, a secretária especial destacou que diversos leilões previstos para este ano tiveram que ser adiados para 2021.

Como consequência, ela afirmou que, após a crise de saúde, os investimentos previstos “vão ser a chave para a retomada”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.