Empresa adiou recolhimento do seu FGTS? Saiba QUANDO serão pagos os atrasados

Uma medida provisória (MP) 927/2020 deu o aval para as empresas suspenderem o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviços (FGTS) dos seus funcionários nos meses de março, abril e maio, por conta da pandemia. Mas, a conta para pagamento chegou. 

Empresa adiou recolhimento do seu FGTS? Saiba QUANDO serão pagos os atrasados
Empresa adiou recolhimento do seu FGTS? Saiba QUANDO serão pagos os atrasados (Imagem: reprodução/Google)

Para essa suspensão, os empregadores deveriam apenas fazer a comunicação ao governo até o dia 20 de junho.

A quitação desse dinheiro parcelado seria realizada pela empresa entre os meses de junho até dezembro, deste ano.

Mesmo que a MP tenha caducado, pois não foi aprovada no Congresso, as regras continuam valendo, de acordo com informações do governo. Logo, o recolhimento deve ser feito até o final deste mês pelas empresas.

Segundo o Ministério da Economia, a última parcela deste valor deve ser paga em dezembro para que os empregadores não tenham que arcar com encargos e multas.

O professor de Direito Trabalhista do Ibmec-RJ, Leandro Antunes, explicou que “O antigo artigo 24 da MP 927 dizia que, se ocorresse inadimplência nessas parcelas, isso podia causar o bloqueio do certificado de regularidade perante ao FGTS”.

Segundo a advogada Lucia Porto Noronha, sócia de Crivelli Advogados, os trabalhadores devem fazer o acompanhamento desse depósito por meio dos recibos de pagamento ou pelo aplicativo do FGTS.

Se o pagamento não foi feito, o empregado pode ir até o setor de Recursos Humanos da empresa e questionar a causa da não quitação da dívida.

Caso a situação ainda continue irregular, o trabalhador pode acionar a Justiça e realizar uma reclamação trabalhista contra a empresa.

FGTS

O FGTS é um fundo criado pelo governo federal, com a intenção de formar uma reserva de dinheiro durante o período trabalhado.

O dinheiro é depositado mensalmente pela empresa e equivale a 8% do salário bruto. O valor não pode ser descontado do salário do empregado.

Pra receber o benefício, os trabalhadores devem ser demitidos sem justa causa e possuir conta ativa, do emprego atual ou inativa, de empregos anteriores.

Neste ano, por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, o governo criou diversas formas para que os trabalhadores usassem o dinheiro do FGTS no intuito de fazer a economia girar. Por exemplo, no saque emergencial, antecipação do saque-aniversário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.