Supermercados do Rio de Janeiro divulgam ALTA nas vendas durante a pandemia; confira!

Apesar das dificuldades por conta da pandemia, os supermercados do estado do Rio de Janeiro registraram alta de 3,98% nas vendas, entre janeiro e outubro. O valor tem como comparação o mesmo período do ano passado. A divulgação dos dados aconteceu nesta terça-feira (24) pela Associação dos Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj).

Supermercados do Rio de Janeiro divulgam ALTA nas vendas durante a pandemia; confira!
Supermercados do Rio de Janeiro divulgam ALTA nas vendas durante a pandemia; confira! (Imagem: Gratisography/Pexels)

Mais de 3.800 contratações foram feitas desde o início da pandemia, entre vagas fixas, temporárias ou novas posições. Grande parcela dessas oportunidades de trabalho foi por conta da ausência de funcionários contaminados pela covid-19 e presentes nos grupos de riscos.

Entre os produtos mais buscados pelos consumidores, os itens de limpeza tiveram destaque. Diante das medidas de saúde durante a pandemia, o álcool gel teve aumento de 500% nas vendas. O álcool líquido 70% teve alta de 125% nas vendas.

Os cuidados com a higiene estiveram presentes no momento da compra de desinfetantes antibactericidas, com crescimento de 300%. Além destes, o sabão em pó aumentou em 190%, limpadores domésticos em 100% e água sanitária em 58% nas vendas.

O presidente da Asserj, Fábio Queiróz, alegou que a maior insegurança da população diante da situação global teve a duração nas primeiras semanas. Conforme o tempo, o receio foi diminuindo e as vendas se estabilizaram.

Projeção para o final do ano

Por conta das celebrações de Natal e Ano Novo, o setor de supermercados espera que aconteça um aumento de 5% nas vendas, na comparação com o ano anterior.

Os destaques nas vendas para esse período esta expectativa de aumento de 40% nas vendas de aves natalinas. Em seguida, aparece o pão de rabanada, com a projeção de alta de 30%. O tender tem a estimativa de 20%. Além destes, o azeite tem a demanda esperada em 17% a mais e o bacalhau em 9,40%.

Para atender a demanda de cliente, espera-se que até 8 mil vagas temporárias aconteça no Rio de Janeiro para as vendas de Natal e Ano Novo.

Queiroz afirma que esta ceia será diferente porque as famílias usarão o alimento para compensar as dificuldades deste ano. Para não abrir mão do que desejam, as quantidades seriam reduzidas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.