Governo solicita e CAIXA TEM poderá PAGAR também o Bolsa Família

A principal forma de pagamento do salário oferecido pelo programa social Bolsa Família atualmente é o próprio Cartão Bolsa Família. Para o próximo ano, o governo federal pretende mudar isso. A ideia é migrar para a poupança digital da Caixa, que foi usada para depósito do auxílio emergencial durante a pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Caixa Tem poderá integrar pagamento do Bolsa Família após pedido do governo
Caixa Tem poderá integrar pagamento do Bolsa Família após pedido do governo (Imagem: Caixa / Divulgação)

A mudança é estratégica para fortalecer o movimento de bancarização no país e consolidar as operações digitais do banco estatal. Além de reforçar um ativo da Caixa que deve ser usado em uma futura abertura de capital das suas operações digitais.

Segundo documento interno do Ministério da Cidadania, a transição envolveria uma prorrogação até o mês de abril do próximo ano que vem de um contrato firmado no passado entre as partes. O custo seria de R$ 210,9 milhões, uma redução de mais de 10%.

A Caixa propôs a cobrança de R$ 1,89 por crédito em poupança digital. O valor atual cobrado é de R$ 2,1569. Ainda em comparação com números, o valor é superior aos R$ 1,25 cobrado também pela Caixa para crédito em outros tipos de conta.

De acordo com a Reuters, para chegar no novo valor foram levadas em conta características específicas do programa Bolsa Família e do seu público.

Com a mudança, a Caixa passa a oferecer as mesmas funcionalidades que já valiam através do Cartão Cidadão, entre elas, saques no próprio banco, em agências lotéricas ou nos caixas eletrônicos.

A diferença, porém, será positiva: os beneficiários passam a contar com recursos do banco digital da Caixa, como realização de transações e pagamentos pelo aplicativo, com tarifa zero.

O aplicativo em questão é o Caixa Tem, disponível gratuitamente para sistemas operacionais Android e iOs.

Atualmente, o acesso se dá através de uma senha de seis dígitos e o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) do usuário, mas está disponível apenas para beneficiários do auxílio emergencial. Devendo ser ampliado no próximo ano.

O Ministério da Cidadania e a Caixa não se manifestaram sobre a mudança em questão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.