IBC-Br cresce 1,29% em setembro registrando o quinto mês de alta seguida

Nesta quinta-feira (13), foi divulgado o Índice da Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de setembro. Foi indicado que o índice teve aumento de 1,29%, comparado ao mês de agosto. O resultado aponta que o país vem se recuperando dos impactos negativos causados na economia por conta da pandemia da covid-19.

Índice da Atividade Econômica do Banco Central aumenta 1,29% em setembro deste ano
Índice da Atividade Econômica do Banco Central aumenta 1,29% em setembro deste ano (Imagem: Rafael Neddermeyer/AE/Veja)

Apesar do valor positivo entre os últimos meses, o índice aponta queda em relação ao mês de setembro do ano passado. O recuo foi de 0,77%.

Na relação entre os trimestres, houve alta de 9,47% no terceiro período deste ano, em relação ao período anterior. Da mesma forma, ao comparar com o mesmo período do ano passado, há queda. Neste caso, a variação negativa foi de 3%.

No acumulado anual, de janeiro a setembro, o IBC-Br apresentou diminuição de 4,93%, comparado aos mesmos meses de 2019. Já em relação ao valor médio dos últimos 12 meses, houve recuo de 3,32%.

De acordo com o dado dessazonalizado, o índice tem indicado recuperação desde maio. Na ocasião o valor registrado foi de 121,42 ante 119,42, em agosto.

Em junho o aumento foi para 127,95. Para agosto, o registro foi de 132,77. Em agosto, por sua vez, teve o valor de 134,61. Por fim, setembro alcançou o índice de 136,34.

Recuperação da economia nacional

Um dos principais fatores para o auxílio à população durante os meses de mais dificuldade foi a implementação do auxílio emergencial. Com esse valor, a parcela mais vulnerável teve mais condições de lidar com as despesas durante o confinamento social.

Com a chegada da pandemia de forma mais intensa em março, diversos comércios tiveram que fechar as portas. Além disso, muitas pessoas perderam o emprego ou tiveram ajustes na forma de trabalho.

Com o recente afrouxamento dos governos nas medidas de isolamento, o país vem registrando melhores resultados econômicos, em relação aos períodos mais críticos do ano.

Esta reabertura da economia tem acontecido de forma gradual, conforme os dados indicam redução no número de casos de infectados pela covid-19. No entanto, pode ser que o Brasil passe por uma segunda onda da doença, como diversos países no mundo vêm apresentando recentemente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.