Mercado Livre cresce em meio a pandemia e bate recordes no terceiro trimestre

A alta nas vendas pela internet em meio a pandemia da covid-19 fez com que o Mercado Livre (ML) alcançasse recordes de vendas durante o terceiro trimestre de 2020. Para manter o ritmo durante o período da Black Friday e para as vendas de fim de ano, a companhia tem investido em logística.

Vendas pelo Mercado Livre crescem em meio a pandemia e companhia bate recordes no terceiro trimestre de 2020 (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

O Mercado Livre divulgou nesta última quarta-feira (04) que o volume de vendas (GMV) chegou a US$ 5,9 bilhões de dólares entre julho e setembro, uma alta de 62,1% em dólar e 117,1% em moeda constante. O total de usuários únicos ativos também subiu 76 milhões, um avanço de 92,2%.

Já o Mercado Pago, parceiro financeiro do ML, registrou um volume de pagamentos de US$ 14,5 bilhões de dólares durante o período, registrando uma alta de 91,7% em dólar e 161,2% em moeda constante.

A receita líquida do maior portal de comércio eletrônico elevou 85% em dólar e 148,5% em moeda constante, atingindo o recorde de US$ 1,1 bilhão de dólares. As operações no Brasil representam 55% do total e alcançaram R$ 610,7 milhões de reais, apontando uma evolução de 56,6% em dólar e 112,2% em reais.

Com isso, o Mercado Livre fechou o terceiro trimestre com um lucro líquido de US$ 15 milhões de dólares, US$ 0,28 dólar por ação em lucro líquido.

Segundo a Refinitiv, os especialistas previam um lucro de US$ 10,5 milhões de dólares para a companhia durante este período e US$ 0,17 dólar por ação.

Os números foram revelados após a rival brasileira do ML, a brasileira B2W, responsável por sites como Americanas.com e Submarino, divulgar uma alta de 56,2% no volume de vendas (GMV) comparado ao terceiro trimestre de 2019, totalizando R$ 7,26 bilhões de reais.

Vendas online em ascensão 

Mesmo com a flexibilização do isolamento social e a reabertura das lojas, as compras online continuam em alta no Brasil e faturou R$ 33,4 bilhões de reais no terceiro trimestre deste ano, segundo a Compre & Confie, empresa de inteligência de mercado com foco no e-commerce.

Ao todo, 79,2 milhões de pedidos foram realizados, volume 76% maior do que o registrado no mesmo período em 2019.

O presidente de área de comércio do Mercado Livre, Stelleo Tolda, declarou à Reuters que as boas experiências de comprar online estão agradando cada vez mais os consumidores.

O executivo disse que a companhia espera manter o ritmo de vendas neste quarto trimestre, com a Black Friday e o Natal inclusos.

Tolda acredita que será possível ter uma percepção melhor do ritmo do comércio eletrônico no Brasil no início de 2021, quando terminam os pagamentos de benefícios do auxílio emergencial.

De todo modo, o portal de comércio eletrônico pretende abrir novos grandes centros de logística no país no próximo ano e, também trabalha na ampliação da base de vendedores em seu marketplace.

AvatarGuilherme Moreira
Guilherme Moreira é formado em Criação e Produção Audiovisual pelo CBM (Centro Universitário Barão de Mauá). Atuou como roteirista, produtor e editor do SBT interior e na redação de blogs e sites informativos. Atualmente, trabalha como social media e redator do portal FDR. |  Instagram @guimemoreira