Com rendimento do FGTS acima da inflação, vale a pena fazer o saque emergencial?

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) realizou a distribuição de 66% do lucro que foi registrado pelo FGTS em 2019, aos trabalhadores com conta ativa. O que totalizou um rendimento de 4,90%.

Com rendimento do FGTS acima da inflação, vale a pena fazer o saque emergencial?
Com rendimento do FGTS acima da inflação, vale a pena fazer o saque emergencial? (Foto: FDR)

O valor é maior que a inflação que foi acumulada no ano passado, em 4,31%. Neste mesmo período, a poupança rendeu apenas 4,34% e o CDI acumulou cerca de 5,96%.

Este ano, a expectativa é que a rentabilidade do FGTS seja maior que a dos investimentos mais conservadores que estão ligados a taxa básica de juros, a Selic, que hoje está em 2% ao ano.

O governo está permitindo a retirada dos recursos do fundo pelo saque emergencial e pelo saque-aniversário. Mas é necessário pensar se vale a pena fazer essa retirada ou se é melhor deixar o dinheiro na conta vinculada.

A Caixa tem o prazo de até o final do mês para realizar o pagamento dos lucros nas contas do FGTS, de forma proporcional ao saldo. 

Os recursos só podem ser retirados nas modalidades de saque tradicionais, como demissões, compra de casa própria e aposentadoria.

Saque emergencial do FGTS

Neste ano, os trabalhadores podem optar por realizar o saque emergencial no valor de até R$1.045.

O dinheiro vai ser pago apenas uma vez, ainda neste segundo semestre, segundo o mês de nascimento do trabalhador. 

A possibilidade de retirada do dinheiro foi aprovada pelo governo por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Outra modalidade que o trabalhador pode optar é o saque-aniversário, em que pode ser sacada uma parte do fundo anualmente, essa opção já tinha sido anunciada antes da pandemia.

Para decidir se é mais vantajoso receber ou deixar rendendo, é preciso que o trabalhador faça uma análise do seu momento financeiro.

Aqueles que possuem dívidas ou estão apertados, fazer a retirada do dinheiro é a melhor opção, já que não há opção de crédito mais barato.

Já aqueles que não possuem reserva é importante ter um dinheiro disponível para que possa usar caso tenha uma emergência.

Remuneração 

As contas que estão vinculadas ao FGTS são remuneradas com 3% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR) que está em zero, mas a distribuição dos lucros anuais do fundo, no qual o percentual é estabelecido pelo Conselho Curador . Sendo assim, não tem incidência de Imposto de Renda.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.