Não fiz a reabilitação profissional do INSS, corro risco de perder o benefício?

O processo de reabilitação profissional do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) é voltado aos trabalhadores incapacitados, parcial ou totalmente, de regressar ao emprego após exame de avaliação de benefício por incapacidade, como no caso do auxílio doença. Obrigatório para muitos segurados, desde o início da pandemia do novo coronavírus, esse tipo de serviço foi suspenso.

Não fiz a reabilitação profissional do INSS, corro risco de perder o benefício?
Não fiz a reabilitação profissional do INSS, corro risco de perder o benefício? (Imagem: Reprodução / Google)

Quem não participar do programa de reabilitação profissional nos meses de novembro e dezembro deste ano, no entanto, não terá o benefício suspenso.

A decisão foi tomada pelo próprio INSS e publicada no Diário Oficial da União com assinatura do presidente do Instituto, Leonardo José Rolim.

A decisão não é exclusiva aos meses de novembro e dezembro já que, desde março, com a chegada da pandemia, o INSS tem prorrogado a rotina de suspensão de benefícios por impossibilidade de execução desse tipo de serviço.

“Prorrogar por mais duas competências, novembro e dezembro de 2020, a rotina de suspensão de benefícios por impossibilidade da execução do programa de reabilitação profissional”, expõe a portaria que pode ser acessada neste site.

Ações do INSS durante a pandemia

Além de suspender o prazo de reabilitação profissional sem interferir no benefício dos segurados, o INSS vem tomando diversas medidas para proteger o público durante a pandemia do novo coronavírus.
Entre elas, está a atualização do aplicativo Meu INSS, gratuito para os sistemas operacionais Android e iOs, onde os serviços são oferecidos digitalmente. A atualização permite que diversas necessidades dos segurados sejam resolvidas de casa, sem necessidade de atendimento presencial nas agências.
Prova disso é também o serviço de teleperícia, que nada mais é que o atendimento médico por vídeo chamada e passa a ser usado a partir do dia 6 de novembro deste ano.
Ainda assim, caso algum segurado tenha uma emergência e precise comparecer a uma das agências da Previdência é recomendado que o mesmo vá sem acompanhantes, faça uso obrigatório de máscaras e, de preferência, realize agendamento prévio que pode ser feito também pelo aplicativo Meu INSS para evitar aglomerações no local.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA