Auxílio emergencial: Há limite para movimentação no Caixa Tem após o depósito?

O auxílio emergencial cedido pelo governo federal para famílias de baixa renda durante a pandemia do novo coronavírus tem duas datas importantes: quando o valor é depositado e quando o mesmo fica liberado para saque e transferências. As datas são fixas e já divulgadas pelo Ministério da Cidadania. Isso significa que, se o valor não for depositado no dia correspondente, o beneficiário está fora das parcelas extras.

Auxílio emergencial: Perdi a data de depósito do meu benefício, ainda posso receber?
Auxílio emergencial: Perdi a data de depósito do meu benefício, ainda posso receber? (Imagem: Reprodução / Google)

Já a segunda data, de liberação para saque e transferências, é mais volátil. Quem inseriu uma conta corrente no cadastro, por exemplo, vai ter o dinheiro transferido automaticamente neste dia, mesmo que não tenha movimentado o valor no Caixa Tem, e estará seguro.

Para os usuários que usam apenas o aplicativo Caixa Tem, a recomendação é que o valor seja utilizado em até 90 dias. Caso contrário, após esse prazo, ele volta para o governo.

A decisão de estabelecer um prazo foi tomada no mês de maio deste ano, logo no início do auxílio emergencial, quando as parcelas ainda eram de R$ 600 (sendo R$ 1,2 mil para mulheres chefes de família).

Em uma entrevista, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, explicou a decisão. ”

Se não utilizar em 90 dias, o valor será devolvido. […] Em até 90 dias, ou a pessoa utiliza ou transfere para outra conta, nesse intervalo fica na conta à disposição do usuário”, disse.

Para as parcelas extras de R$ 300 (sendo R$ 600 para mulheres chefes de família), a regra é a mesma. É preciso se atentar aos 90 dias (ou três meses) de disponibilidade do valor.

Auxílio com data para acabar

Vale lembrar que o auxílio emergencial está próximo do fim. Até o dia 31 de dezembro deste ano, todos os beneficiários, independente de serem ligados ao programa Bolsa Família, terão recebido a última parcela extra do benefício.

Segundo as últimas declarações do atual presidente Jair Bolsonaro, não há previsão de uma nova prorrogação do auxílio para o próximo ano. O mesmo reconhece que o valor é pouco para as famílias, mas, segundo o presidente, “é muito para o Brasil”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA