Governo divulga série de regras para negociar dívidas com o FIES

Estudantes que estão em atraso com o pagamento do FIES, por conta da pandemia, poderão realizar a negociação da sua dívida.

Governo divulga série de regras para negociar dívidas com o FIES
Governo divulga série de regras para negociar dívidas com o FIES. Imagem/Reprodução Google

A Lei nº 14.024 de 2020 trouxe a possibilidade de suspenção do pagamento do financiamento estudantil até o mês de dezembro.

Além disso, o texto também previa que as dívidas dos estudantes com o ensino superior tivessem condições de negociação.

O acordo poderá ser realizado a partir de 3 de novembro e deve ser solicitado até 31 de dezembro de 2020. Estudantes que não manifestarem o desejo de participar da negociação continuarão com os mesmos encargos atuais e não poderão aderir ao programa de negociação no próximo ano.

Condições Ofertadas

Para a quitação da dívida em uma única parcela, o estudante será contemplado com 100% de redução dos encargos, mas o pagamento precisa ser realizado até o dia 31 de dezembro de 2020.

Terão 60% de desconto nos encargos os estudantes que optarem pela quitação do débito em quatro parcelas semestrais, que duram até 31 de dezembro de 2022 ou aqueles alunos que optarem pelo pagamento em 24 parcelas a serem iniciadas em 31 de março de 2021.

Para os pagamentos que se iniciam em janeiro de 2021 e quitado em 145 parcelas o desconto será de 40%; enquanto que na negociação em 175 parcelas será concedido um desconto de 25% no saldo devedor.

É importante que os estudantes entendam que os débitos contratuais continuarão a ser cobrados nas dívidas e que as parcelas não podem ser menores que R$ 200.

Os estudantes só poderão realizar uma negociação em todo o programa e, caso não paguem 3 parcelas seguidas, o estudante perderá o desconto concedido nas parcelas e retornará aos valores habituais.

Em 2020 a inadimplência do FIES aumentou

Em pesquisa realizada descobriu-se que cerca de 790 mil contratos do Fies estejam com, pelo menos, 90 dias em atraso. Em todo o ano de 2019 foram registrados 434 mil contratos em atraso.

A pandemia fez aumentar a inadimplência no financiamento estudantil em 82%, e é justamente a esse público que essa negociação é voltada.

Fique de olha na nossa seção Carreiras e tenha acesso a mais informações sobre o FIES, SiSU, Prouni e mais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.