Enade 2019 publica resultados tendo 40% dos cursos com conceito ruim

Desempenho ruim no Enade foi observado em instituições da rede privada de ensino. Nas universidades federais o índice foi de 5,3%, nas estaduais 11,3% das universidades tiveram desempenho abaixo do esperado.

Enade 2019 publica resultados tendo 40% dos cursos com conceito ruim
Enade 2019 publica resultados tendo 40% dos cursos com conceito ruim (Imagem/Reprodução Google)
publicidade

A principal função do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é avaliar como está o ensino de nível superior no Brasil. Para isso, estudantes concluintes são obrigados a participar da prova. O desempenho individual não é avaliado, mas as notas são somadas resultado no desempenho geral dos cursos.

Como é realizado o conceito o Enade?

Ao final do processo avaliado que os estudantes são submetidos é atribuída uma nota em cada curso, de acordo com o desempenho do aluno. A escada Enade vai de 1 a 5, sendo 1 e 2 considerados conceitos ruins.

Geralmente as instituições, principalmente particulares, se orgulham em divulgar quando alcançam o conceito máximo no Exame, afinal isso demonstra qualidade do ensino.

Dados de 2019

Na edição do ano passado cursos das instituições particulares do Brasil ficaram abaixo do esperado. 2.691 das faculdades particulares tiveram desempenho entre 1 e 2 no conceito do Exame, o que corresponde a 43,5% de todas as instituições privadas que participaram do Enade.

Além disso, 41,7% obtiveram nota 3, 13,4% nota 4 e apenas 1,5% dos cursos de graduação de nível superior da rede privada de ensino alcançaram a nota máxima.

Na rede pública, as universidades estaduais 16,7% dos cursos alcançaram o conceito máximo e 44,6% tiveram nota 4. Já nas universidades federais 24% dos cursos atingiram a nota 5 e 46% conceito 4.

O que diz o MEC sobre a educação superior?

Milton Ribeiro, atual Ministro da Educação do Governo Bolsonaro, tem demonstrado sua preocupação com a oferta de um ensino superior de qualidade.

“Está na hora de pararmos um pouco e pensarmos na qualidade. Impossível os valores do orçamento do MEC e a qualidade que temos na educação brasileira. Nós precisamos tomar uma atitude”, disse o ministro.

Na última terça-feira, 20, em entrevista ele disse que o processo de avaliação do ensino deve ser repensado e que os números obtidos por meio do Enade de 2019 não são aceitáveis.

“Precisamos focar na qualidade. Acho que não podemos mais pensar em quantidade de uma maneira desequilibrada. Precisamos focar na qualidade”, acrescentou.

Fique de olho na seção Carreiras do FDR saiba mais sobre educação.

Jamille NovaesJamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.