Fim do Bolsa Família? Governo quer substituição, mas não consegue apresentar novo projeto

Fim do Bolsa Família deverá prejudicar cerca de 13 milhões de brasileiros. O governo federal já informou que o atual projeto só funcionará até o mês de dezembro. Isso porque, o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe estão elaborando uma nova proposta social que, segundo eles, irá abarcar um número maior de pessoas. Até o momento há pautas em andamento, sendo elas: o Renda Brasil e o Renda Cidadã 

Fim do Bolsa Família? Governo quer substituição, mas não consegue apresentar novo projeto (Imagem: Google)
Fim do Bolsa Família? Governo quer substituição, mas não consegue apresentar novo projeto (Imagem: Google)

O fim do Bolsa Família tem sido por Bolsonaro desde o seu primeiro ano de governo. De acordo com ele, o projeto funciona como uma espécie de “bolsa esmola” por isso defende a reformulação das políticas sociais nacionais.

Desse modo, sua equipe está trabalhando para desenvolver um novo projeto, sob a incerteza de será o Renda Brasil ou o Renda Cidadã.  

Renda Brasil e Renda Cidadã em decisão 

Inicialmente, a proposta em vigor seria o Renda Brasil. Anunciada no fim de 2019, ela deveria segurar mais de 20 milhões de pessoas que estivessem em situação de vulnerabilidade social.

Mensalmente seriam ofertados valores de R$ 300 para cada cadastrado que poderia apresentar vínculo de emprego por meio do projeto Carteira Verde e Amarela 

A pauta caiu no último mês de setembro, mediante as dificuldades de organizar sua forma de financiamento. Entre as possibilidades elaboradas pelo ministro da economia, Paulo Guedes, estava o congelamento dos salários e pensões do INSS e o fim de programas como o abono salarial e farmácia popular. 

Sob forte repressão da imprensa e demais setores, Bolsonaro cancelou o programa informando que até 2022 não se falaria em outra pauta social em seu governo se não o Bolsa Família.

Todavia, dias depois, anunciou a criação do Renda Cidadã que seguiria os mesmos moldes do programa anterior, apenas alterando as formas de custeio. 

Até o momento ainda não se decidiu qual projeto passará a ter validade em 2021 ou se o Bolsa Família será mantido. A ideia do governo é segurar tal decisão para o período pós eleitoral, visando atender os interesses políticos contra sua oposição.

Até lá, os cerca de 13 milhões de cadastrados e demais milhões nas filas de aceite seguem aguardando com esperança de dias melhores. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA