Cursos de educação profissional no Ceará serão retomados em 2021; entenda o motivo!

O Estado do Ceará conta com 728 escolas em sua rede estadual, desse total, pelo menos 122 são para a educação profissional e possuem cerca de 55 mil alunos. Para que as escolas concedam diploma para os estudantes, eles precisam estagiar, algo complicado durante a pandemia. 

Cursos de educação profissional no Ceará serão retomados em 2021; entenda o motivo!
Cursos de educação profissional no Ceará serão retomados em 2021; entenda o motivo! (Foto: Google)

Por conta da pandemia do novo coronavírus, essas atividades práticas não puderam ser realizadas neste ano e a conclusão destes cursos serão em 2021.

De acordo com a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), essa retomada dos estágios só vai acontecer depois da divulgação de um decreto governamental. 

Com isso, os estudantes devem finalizar o ensino médio neste ano, mas apenas em 2021 vão fazer o estágio e receber o diploma de técnico.

Nessas escolas, a grade curricular é dividida em duas com matérias convencionais e as técnicas.

As técnicas variam de acordo com o curso que o estudante escolheu, dentre elas estão informática, enfermagem, guia de turismo, segurança do trabalho, gestão e negócios, contabilidade e secretariado.

O estágio é uma atividade curricular obrigatória, que normalmente dura entre seis e oito meses.

São cerca de 600 horas para os cursos da saúde e 400 horas para os outros cursos. O estagiário recebe R$ 388,16 a cada 100 horas cumpridas.

Calendário

A  presidente do Conselho Estadual de Educação do Ceará, Ada Pimentel, informou que  tomou conhecimento de algumas situações do calendário da educação profissional.

Segundo ela, a resolução 484/2020 do Conselho trata da reorganização e cumprimento do calendário letivo do ano de 2020 e entrou em vigor no Ceará dia 15 de julho.

A norma diz que  “quando se tratar de estágios obrigatórios, de atividades em laboratórios e, também, de atividades de aprendizagem supervisionadas em serviço para os cursos profissionais técnicos de nível médio e em cursos de graduação, a instituição de ensino poderá encaminhar ao CEE proposta alternativa para realização dessas atividades de forma remota, para análise e deliberação”.

Ela explicou que o Conselho está analisando os casos enviados para a instituição de ensino superior e liberou que as atividades sejam feitas de forma remota

As escolas da rede estadual possuem autonomia de apresentar ao Conselho um plano alternativo de cumprimento dos estágios obrigatórios.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA