Dólar abre o dia em queda com influência do cenário político dos EUA

Durante a manhã de hoje, o dólar registrou o valor de R$ 5,597, que resultou em diminuição de 0,46%. O valor no encerramento de ontem havia sido de R$ 5,623, com alta de 0,5%. O mercado segue atendo à possíveis estímulos econômicos nos Estados Unidos.

Dólar abre o dia em queda com influência do cenário político de incentivo fiscal nos EUA
Dólar abre o dia em queda com influência do cenário político de incentivo fiscal nos EUA (Imagem: Pixabay)

Entre as principais notícias para a movimentação do mercado financeira, está na possibilidade de estímulo fiscal ao setor aéreo norte-americano. A possibilidade de incentivo fiscal seria por causa da afirmação de Nancy Pelosi, que indicou um possível acordo sobre o pacote de incentivo.

Isso acontece por solicitação do presidente Donald Trump. Vale lembrar que o posicionamento do mandatário anterior era de encerrar negociações sobre esses auxílios por conta da pandemia.

Trump volta atrás sobre negociações financeiras

Donald Trump comentou em entrevista à Fox Business que a medida resulta da necessidade da economia receber recursos para se reerguer da fase de pandemia. Trump, portanto, indicou que há grande possibilidade de republicanos e democratas entrarem em acordo em prol dos cidadãos americanos.

“Suspendi as conversas porque elas não estavam funcionando. Agora elas estão funcionando. Acho que Pelosi também quer mais ajuda. Não é culpa das companhias aéreas. É culpa da China. Não devemos penalizar nossos trabalhadores”, afirma Trump, em entrevista à Fox Business.

O porta-voz Drew Hamill afirmou que Pelosi teve uma breve reunião ontem (7) com Steven Mnuchin, secretário do Tesouro. O motivo da conversa foi justamente com o propósito de viabilizar esta ajuda às companhias aéreas, uma das mais afetadas por conta do Covid-19.

“Os dois concordaram em conversar amanhã (hoje, quinta-feira, 8) novamente”, afirmou pelo Twitter.

O turismo, de forma geral, registrou grande impacto negativo nos últimos meses. A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)  realizou uma estimativa de que o setor aéreo vai queimar U$ 77 bilhões de caixa no segundo semestre deste ano.

Em 2021, a previsão do uso de caixa para manter as operações será de U$5 bilhões a U$ 6 bilhões mensais no ano que vem. Até 2022, não há perspectiva de caixa positivo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.