6 Passos pra ter sucesso abrindo uma empresa como microempreendedor

Mercado para microempreendedor ganha cada vez mais espaço na economia nacional. Com a crise do novo coronavírus, muitas pessoas optaram por gerenciar sua própria carreira como alternativa para manter as próprias contas. No entanto, o processo de criação de uma pequena empresa deve ser cauteloso e solicita que seu fundador elabore estratégias de ação para evitar danos precipitados. Entenda.  

6 Passos pra ter sucesso abrindo uma empresa como microempreendedor (Foto: Google)
6 Passos pra ter sucesso abrindo uma empresa como microempreendedor (Foto: Google)

Aurélio Guimarães, analista de Negócios do Sebrae-SP, explica que a abertura de uma empresa vai muito além da criação de um CNPJ e de sua regularização formal enquanto MEI.

Para que a marca tenha sucesso, o microempreendedor precisa elaborar uma estratégia de ação medindo os riscos e benefícios de seu próprio produto.  

Além de pensar na empresa, o empresário deve obter um conhecimento sobre a área que está ingressando, avaliar o comportamento do seu cliente e também monitorar suas próprias decisões enquanto gestor. Veja algumas dicas ofertadas por Guimarães no texto abaixo.  

Auto avaliação do empreendedor 

A principal diferença de ser dono do seu próprio negócio é justamente entender as necessidades de atuar como o seu chefe. O empreendedor deve entender quais suas principais características que poderão lhe ajudar a gerir a empresa e ficar atento as falhas para que estas sejam corrigidas em tempo ideal.

As tomadas de decisões são um ponto fundamental e devem refletir diretamente no negócio.  

“É preciso agir compatível com um bom tomador de decisões, ter inteligência emocional para tomar decisões no momento certo e da maneira certa e, principalmente, ter hábitos comportamentais que lhe trarão aptidão para garantir mais longevidade do seu negócio”, afirmou Guimarães.  

Elaborar um modelo de negócio  

Outro ponto importante é saber qual o seu modelo de negócio. Para quem você trabalha, qual seu público alvo? Ele consome seu produto? Como conversar com ele? Quais suas necessidades? Posso desenvolver soluções para seus problemas? 

Tais perguntas são um ponto de partida para formular a metodologia da sua empresa e garantir que a mesma tenha um índice menor de falência.  

Conheça os riscos financeiros 

Não se pode falar de uma empresa sem avaliar seus investimentos. Dessa forma, o microempreendedor precisa sempre calcular sua margem de lucro e ter caixa o suficiente para custear possíveis prejuízos e surpresas.  

“Antes de aplicar dinheiro em uma ideia ou em um negócio, procure fazer um estudo de viabilidade financeira. Assim, você correrá menos riscos e poupará desperdício de dinheiro por cometer erros que seriam facilmente identificados em um estudo de viabilidade”, afirmou Guimarães. 

Esteja garantido por lei 

Aqui é um ponto básico de partida. Após entender qual o seu negócio e suas possibilidades, dê início ao processo de legalização. Enquanto MEI, você pode obter uma série de vantagens como o direito a benefícios do INSS e também redução nas tarifas tributárias. Outro ponto importante é entrar em contato com profissionais jurídicos para que estes lhe insiram nas burocracias administrativas.  

“Portanto, buscar auxílio para entender o conjunto de regras a que sua empresa se submeterá para se formalizar diante das instituições federais, estaduais e municipais será primordial para evitar transtornos futuros, promover garantias legais, atender seu papel de cidadão e gozar dos benefícios que somente uma empresa formalizada tem“, declarou.  

Acredite em sua marca 

Por fim, procure trabalhar com algo que lhe causa motivação. Trabalhe sua equipe também para que todos sintam o desejo de crescer de forma coletiva. Isso lhe trará uma maior segurança e facilitará seu processo de delegação e revisão de atividades. Nenhum gestor consegue executar todas as suas funções perfeitamente, então busque ter aliados de confiança. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.