Atenção! FGTS emergencial está sendo roubado por golpistas que usam o Caixa Tem

Os cidadãos que recebem as parcelas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), devem tomar cuidado, pois golpistas estão roubando o dinheiro depositado na poupança digital por meio do aplicativo Caixa Tem.

Atenção! FGTS emergencial está sendo roubado por golpistas que usam o Caixa Tem
Atenção! FGTS emergencial está sendo roubado por golpistas que usam o Caixa Tem (Foto: Google)

A Caixa Econômica anunciou em junho que iria fazer a liberação de R$1.045 do FGTS para contas ativas e inativas, os golpistas começaram a agir.

De acordo com o modus operandi, as vítimas disseram que os fraudadores fazem cadastro no aplicativo Caixa Tem no lugar dos verdadeiros titulares, criando um novo e-mail e usando os dados da vítima.

Os trabalhadores só percebem algo de errado quando o sistema acusa que já foi realizado um cadastro naquele CPF.

Isso acontece até com aqueles que são experientes em plataformas digitais, como aconteceu com Thomas Ranzi, que é especialista em segurança da informação e concedeu uma entrevista ao Correio Braziliense. 

O trabalhador tentou fazer o seu cadastro no aplicativo do Caixa Tem no mês de julho, mas ele se deparou com um aviso do sistema informando que ele já tinha feito registro em seu nome.

Os fraudadores criaram um e-mail com o nome dele para acessar o dinheiro, depois geraram um boleto para pagamento no valor do FGTS.

Ranzi fez uma reclamação no banco, mas eles entenderam que não tinha indícios de fraude na transação.

“Trabalho na área e tenho meios de questionar a resposta da Caixa e, inclusive, entrar na Justiça, se for o caso. Mas me preocupa muito o fato de muita gente ter esse dinheiro tomado sem o conhecimento. Nem todo mundo sabe que teve essa liberação do saque emergencial”, conta.

O cliente abriu outra contestação, mas dessa vez com um boletim de ocorrência. No período em que ficou esperando a resposta da primeira solicitação, ele escreveu um artigo explicando como foi vítima e como as pessoas poderiam evitar que isso aconteça. 

O artigo viralizou na rede social e fez com que diversas pessoas fizessem relatos sobre como foram vítimas dos golpistas.

Renzi não foi o único, alguns clientes não tinham feito nenhuma movimentação do aplicativo e se depararam com suas contas zeradas após uma transferência.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.