Ibovespa Futuro abre o dia em queda e dólar sobe atingindo R$ 5,57

Nesta sexta-feira (25) houve uma queda no Ibovespa Futuro, com os investidores atentos a notícias sobre o difícil acordo entre democratas e republicanos por estímulos nos EUA e a alta de casos do Covid-19 na Europa. Já o dólar, abriu o dia em alta. Por volta das 9h59, a moeda norte-americana subia 1,12%, sendo negociado a R$ 5,574.

Ibovespa Futuro abre o dia em queda e dólar sobe atingindo R$ 5,57
Ibovespa Futuro abre o dia em queda e dólar sobe atingindo R$ 5,57 (Imagem: Reprodução/Google)

Cenário externo

A possível segunda onda de infecções por coronavírus na Europa e seus impactos no mercado econômico, seguem causando preocupações entre os investidores e registrando queda nos indicadores das bolsas do mundo todo.

Um importante parlamentar norte-americano disse nesta quinta-feira (24) que os democratas estão preparando um pacote de amparo pandêmico de US$ 2,2 trilhões, que poderia ser votado na próxima semana. Porém, a divulgação não animou os investidores.

O estímulo incluiria apoio a empresas aéreas e maior auxílio-desemprego, porém o valor proposta é bem maior do que os republicanos apoiam. “Fica difícil acreditar que saia um acordo até as eleições presidenciais (norte-americanas)”, disse o time econômico da Guide Investimentos.

Cenário nacional

Aqui no Brasil, as atenções estão voltadas ao ambiente fiscal brasileiro. Rodrigo Maia , presidente da Câmara dos Deputados, pode aceitar a nova CPMF em troca do apoio do governo ao seu projeto de reforma tributária.

Apesar de contra o novo imposto, Maia quer dar uma chance do governo convencer os parlamentares de que os impostos são menos prejudiciais que os atuais impostos sobre a folha de pagamento.

Ainda no cenário nacional, integrantes do governo pediram que suspendessem a votação sobre a prorrogação do seguro-desemprego para os demitidos durante a pandemia. Mesmo não sendo contra a prorrogação, eles querem apresentar uma nova prazo de 15 dias.

Principais Índices Mundiais

Hoje, por volta das 10h48, a bolsa de valores de Nova York (S&P 500) apresentava uma queda de 0,24%. Já a de Londres (FTSE100) diminuiu em 0,12%. A de Frankfurt (DAX 30) registrou uma baixa de 1,68%. A bolsa de Lisboa (PSI 20) reduziu em 1,20%. Os índices mundiais também apontaram uma queda de 1,44% na bolsa de Paris (CAC40) e de 1,42% em Milão (FTSE MIB).

Última cotação

Na última sessão desta quinta-feira (24), o dólar encerrou em queda de 1,38%, sendo negociado a R$ 5,5095, maior queda percentual diária desde 1º de setembro. Com o resultado, a moeda acumula uma alta de 0,52% ao mês.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.