Retorno presencial do INSS não funcionará em São Paulo. Ao longo desta segunda-feira (14), as agências do Instituto Nacional do Seguro Social reabriram suas portas após o período de paralisação motivado pela pandemia. No entanto, na capital paulistana, a ação foi barrada devido a uma decisão judicial. A justificativa utilizada é que se trata da região com o maior número de infectados.   

publicidade
Agências do INSS não voltam a funcionar em São Paulo por ordem judicial (Imagem: Reprodução - Google)
Agências do INSS não voltam a funcionar em São Paulo por ordem judicial (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

A reabertura do INSS se tornou um assunto polêmico em diversas regiões do país. Muitos alegam que a decisão de retomar as atividades presenciais poderá resultar em uma crise sanitária, uma vez que o público alvo do instituto são as principais pessoas em zona de risco por covid-19.  

Em São Paulo, com o número de mortes registrando o maior índice de todo o país, a justiça publicou uma determinação proibindo a reabertura das unidades.

Segundo o judiciário, o retorno poderia agravar seriamente a situação de contaminação em todo o estado e resultar no crescimento de casos até mesmo em nível nacional.  

Mediante a situação, o INSS informou que irá recorrer a decisão alegando que os procedimentos presenciais estarão ocorrendo de forma segura e sua suspensão poderá prejudicar ainda mais os segurados. 

“A reabertura das agências se mostra indispensável para que parte da população que necessita dos serviços presenciais não seja prejudicada, especialmente neste momento de pandemia”, disse o INSS, em nota.  

Funcionamento das agências 

As agências que tiveram autorização deverão funcionar de segunda a sexta-feira, das 7h até às 13h. Inicialmente, só serão recebidas pessoas que fizeram um agendamento online para evitar aglomerações.  

“Serão priorizados nesta primeira fase serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional”, informou o Ministério da Economia, em nota.  

Novas normas de atendimento no INSS

Para poder ser atendido, o cidadão deverá se conectar no Meu INSS ou pelo telefone 135. Basta informar o serviço que desejará realizar, endereço e assim localizar a unidade mais próxima de sua residência.  

Ao chegar no local, deverá apresentar o comprovante da hora marcada e terá que cumprir as medidas de segurança como a medição da temperatura e higienização. Por fim, o uso de máscaras é obrigatório. 

 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.