ANIMADOR! Contratação deve crescer a partir do 4º trimestre, aponta pesquisa

De acordo com uma pesquisa realizada pelo ManpowerGroup, a quantidade de contratação no Brasil irá aumentar no último trimestre de 2020. A pesquisa foi realizada com 607 empregadores brasileiros entre os dias 15 e 28 de julho.

publicidade
ANIMADOR! Contratação deve crescer a partir do 4º trimestre, aponta pesquisa
ANIMADOR! Contratação deve crescer a partir do 4º trimestre, aponta pesquisa (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

11% dos empregadores que responderam a pesquisa afirmaram que irão contratar a partir do 4º trimestre. Esse índice mostra que houve um aumento de 4% do número de empresas que pretendem recontratar em comparação a uma pesquisa anterior realizada há três meses.

A pesquisa também mostrou que 67% dos empregadores não estão pretendendo aumentar ou alterar o quadro de funcionários. Esse dado mostra que houve um aumento de 6 pontos percentuais e mostra uma possível recuperação.

17% acreditam que precisaram reduzir nos próximos três meses. Esse último dado também pode ser analisado como positivo, já que na pesquisa anterior era de 21%. Apenas 5% não conseguem definir como irá proceder.

A pesquisa teve como tema a Expectativa de Emprego e, mesmo mostrando uma subida na quantidade de contratações no Brasil, essa ainda continua negativa (-3%) para o 4º trimestre. Contudo, é um dado animador, já que é bem melhor que os 14% negativos do 3º trimestre de 2020.

Na entrevista 14% dos empregadores afirmaram que iram começar a recontratar, porém de forma mais lenta durante os próximos meses, de acordo com o nível de contaminação do Covid-19 e flexibilização do comércio.

28% dos entrevistados acreditam que esse retorno de contratações só voltará após mais de um ano da pandemia. Com isso, a economia poderá ter sido restabelecida e os clientes voltarão a desfrutar dos serviços de forma normal e crescente, como no início de 2020.

Entre os setores que preveem alta nas contratações para os próximos meses estão:

  • Finanças, Seguros & Imobiliário, com projeção de +12%;
  • Serviços, com +3%;
  • Transporte & Serviços Públicos, com +2%.

Apenas três dos oito setores pesquisados acreditam ter um saldo positivo após a pandemia. Os demais afirmam que o mercado de trabalho terá um retorno lento e bem mais fraco, podendo chegar há mais de um ano para se recuperar:

  • Comércio Atacadista e Varejista, com projeção de contratação negativa de -16%;
  • Administração Pública & Educação,com -9%;
  • Agricultura, Pesca & Mineração, com saldo negativo de -3%;
  • Construção, com -2%;
  • Indústria, com -6%.

Glaucia AlvesGlaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.