LANÇADA! Nota de R$200 entra em circulação no mercado; conheça cor, modelo e estampa

PONTOS CHAVES

  • Banco Central libera nova nota de R$ 200
  • Cédula já está em circulação em todo o país
  • Criação vira alvo de críticas mediante alterações na inflação

Brasileiros agora contam com nova cédula em circulação. Nessa quarta-feira (02), o Banco Central disponibilizou a nota de R$200. De acordo com a instituição, para este ano, serão emitidas 450 milhões de unidades que deverão circular junto com as demais seis já em uso no país. A emissão foi motivada pela crise do novo coronavírus e ainda sendo criticada pela sociedade. Conheça.  

LANÇADA! Nota de R$200 entra em circulação no mercado; conheça cor, modelo e estampa (Imagem: Google)
LANÇADA! Nota de R$200 entra em circulação no mercado; conheça cor, modelo e estampa (Imagem: Google)
publicidade

A nova nota de R$200 já está na mão daqueles que fizeram saque nas últimas 24h. Segundo o Banco Central, a decisão de criar um novo valor financeiro em espécie teve como finalidade diminuir as transações feitas com dinheiro vivo, dessa forma seria economizado com a impressão de papel moeda.  

Uma das ações que motivaram o BC e desenvolver a cédula com o valor maior foi o pagamento do auxílio emergencial e saque emergencial do FGTS. Mediante o alto volume de circulação de notas, a instituição afirmou que estava faltando cédulas em caixa e que não dava tempo de a quantia liberada girar e voltar para os bancos.  

Dessa forma, a impressão de papel precisaria ser ampliada. No entanto, defendeu-se que ainda assim não seria o suficiente para a alta demanda atual. Por isso, para reduzir as despesas da emissão do papel o BC criou a nota de R$ 200.  

“As casas impressoras de dinheiro foram desafiadas a produzir um maior volume em uma menor quantidade de tempo. É desafiador, porque há limitações fabris, de insumo e de produção das máquinas” explicou a Diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros.  

É válido ressaltar que há 18 anos não se criava uma nova nota. A última modificação feita pelo BC foi a remodelação em 2010.  

Conheça as características das notas nacionais:  

R$ 200,00 

  • Entrou em circulação em 2 de setembro de 2020 
  • Já chega fazendo parte da 2ª Família do Real 
  • Animal: Lobo-guará 
  • Cores: Cinza e sépia 

R$ 100,00 

  • Entrou em circulação em 1º de julho de 1994 
  • Ganhou nova geração em 13 de dezembro de 2010 (2ª Família do Real) 
  • Representa 21% das cédulas em circulação 
  • Animal: Garoupa 
  • Cores: Azul e cinza 

R$ 50,00 

  • Entrou em circulação em 1º de julho de 1994 
  • Ganhou nova geração em 13 de dezembro de 2010 (2ª Família do Real) 
  • Representa 32% das cédulas em circulação 
  • Animal: Onça-pintada 
  • Cores: Marrom e laranja 

R$ 20,00 

  • Entrou em circulação em 27 de junho de 2002 
  • Ganhou nova geração em 23 de julho de 2012 (2ª Família do Real) 
  • Representa 12% das cédulas em circulação 
  • Animal: Mico-leão-dourado 
  • Cores: Amarelo e laranja 

R$ 10,00 

  • Entrou em circulação em 1º de julho de 1994 
  • Ganhou nova geração em 23 de julho de 2012 (2ª Família do Real) 
  • Representa 9% das cédulas em circulação 
  • Animal: Arara 
  • Cores: Carmin e marrom 
LANÇADA! Nota de R$200 entra em circulação no mercado; conheça cor, modelo e estampa (Imagem: Google)
LANÇADA! Nota de R$200 entra em circulação no mercado; conheça cor, modelo e estampa (Imagem: Google)

R$ 5,00 

  • Entrou em circulação em 1º de julho de 1994 
  • Ganhou nova geração em 29 de julho de 2013 (2ª Família do Real) 
  • Representa 8% das cédulas em circulação 
  • Animal: Garça 
  • Cores: Violeta e azul 

R$ 2,00 

  • Entrou em circulação em 13 de dezembro de 2001 
  • Ganhou nova geração em 29 de julho de 2013 (2ª Família do Real) 
  • Representa 18% das cédulas em circulação 
  • Animal: Tartaruga marinha 
  • Cores: Azul e cinza 

Crítica a nota de R$ 200  

Desde que anunciou o lançamento da cédula, o Banco Central vem sendo fortemente criticado. Muitos jornalistas e demais representantes da sociedade civil afirmam que a emissão deverá dimensionar a inflação.  

“A inflação está muito baixa, isso significa que o preço das compras nos estabelecimentos comerciais não está se elevando, então isso deve fazer com que o troco de fato seja um pouco dificultado”, disse o economista Fábio Terra ao podcast de Educação Financeira do G1. 

Entretanto, contra argumentando, o BC garantiu que o índice inflacionário nacional está equilibrado e não deverá ultrapassar a média prevista para esse ano.  

Outra crítica foi sobre a possibilidade de facilitação na lavagem de dinheiro. Muitos internautas cobraram do banco uma resposta sobre a real necessidade da criação da nova cédula, alegando que com um valor mais alto seria mais fácil esconder possíveis desvios na administração pública.  

Quanto a isso, o BC não se pronunciou. É importante ressaltar que o mesmo precisou justificar a nova cédula para os órgãos jurídicos do país.  

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.