Pronampe ganha mais três meses de vigência após prorrogação do governo

Foi prorrogado por mais três meses pelo governo federal, o período para oficialização das operações de crédito através do Pronampe (Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). O programa foi concebido para ajudar o setor em meio a crise causada pela pandemia do coronavírus.

publicidade
Pronampe ganha mais três meses de vigência após prorrogação do governo
Pronampe ganha mais três meses de vigência após prorrogação do governo (Imagem FDR)

A decisão do governo já consta no Diário Oficial da União de hoje (19), dia em que terminaria o prazo. A portaria que consta a mudança foi assinada por Carlos da Costa, o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade.

Através do Pronampe, o governo garante os empréstimos tomados pelas micro e pequenas empresas. Todas as instituições financeiras públicas e privadas podem operar o Pronampe.

publicidade

O Pronampe é voltado para:

  • microempresas com faturamento de até R$ 360 mil por ano;
  • pequenas empresas com faturamento anual de de R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões.

O Pronampe foi concebido pelo governo em abril através de uma medida provisória. Depois de ser aprovado pelos congressistas, o texto foi sancionado por Bolsonaro em maio.

A primeira parcela de recursos distribuídos através do programa, de R$ 18,7 bilhões, acabou em pouco mais de um mês.

Desta forma, o Congresso liberou, através de alterações na medida provisória que concebeu o programa, a destinação de uma nova parcela de R$ 12 bilhões ao Pronampe. O texto deve ser sancionado hoje pelo presidente Bolsonaro.

Pontos importantes

  • Quais empresas podem acessar a linha de crédito?

O Pronampe é direcionado para as microempresas que tem até R$ 360 mil de faturamento anual, e empresas de pequeno porte, que contam com faturamento de até R$ 4,8 milhões por ano.

publicidade

Para ter o crédito concedido, é necessário estar em dia com as declarações enviadas à Receita Federal.

  • Taxa de juros e prazo para pagar 

A taxa de juros é de 1,25% ao ano, acrescido da taxa Selic (atualmente em 2,25% ao ano). O prazo para pagar é de até 36 meses, com carência de oito meses.

publicidade

Sendo assim, quem pegar o empréstimo este mês por exemplo, começará a pagar o financiamento em abril de 2021.

  • Limite de cada operação 

O limite será de 30% do faturamento de 2019. As empresas criadas há menos de um ano, o valor poderá ser de 50% do capital social ou de 30% da média de faturamento mensal, o que for mais vantajoso.

publicidade
  • Empresas poderão demitir ao aderir ao Pronampe?

As empresas que aderem não poderão demitir seus funcionários no período de dois meses.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.