Lucro do FGTS: Assim vai funcionar a distribuição para o trabalhador

No último dia 11, terça-feira, foi aprovada pelo conselho curador do FGTS, a distribuição de R$ 7,5 bilhões do lucro de 2019 aos trabalhadores. Nesse caso, serão pagos 66% do lucro total. Esse dinheiro será direcionado aos cotistas que tenham saldo até o dia 31 de dezembro de 2019. Lembrando que os depósitos deverão ser feitos até o dia 31 de agosto.

Como vai funcionar a distribuição de lucros do FGTS?
Como vai funcionar a distribuição de lucros do FGTS?(Imagem: Reprodução Google)

Vale ressaltar que, essa redistribuição vai fazer com que o rendimento anual do fundo chegue a 4,9%, superior à inflação no ano passado, que foi de 4,31%. Dessa forma, podemos afirmar que os trabalhadores terão ganhos reais. Além disso, é preciso lembrar que o rendimento do FGTS tem sido maior que o da poupança.

Vou receber os lucros do FGTS e qual o valor?

Como já citado, todo trabalhador que tenha tido saldo em sua conta, até o dia 31 de dezembro de 2019, terá direito à essa distribuição.

A rentabilidade é a seguinte: o percentual de 4,9% de rentabilidade é a soma do rendimento anual do fundo (de 3% ao ano mais TR, que está zerada). Soma-se a isso, os 7,5 bilhões.

É importante ressaltar que o valor a ser pago é equivalente a quanto cada um tinha em sua conta, no período informado.

Vamos exemplificar: quem tinha R$ 1.000 no fundo, recebe R$ 49. Desse valor pago, R$ 19 são referentes à distribuição de lucros de 2019, e os outros R$ 30 são o rendimento anual do fundo.

Regras para o recebimento do dinheiro

Para consultar o valor, o trabalhador pode utilizar o site oficial da Caixa, o aplicativo do FGTS ou o Internet Banking da Caixa.

O dinheiro será depositado automaticamente nas contas dos trabalhadores. Outro ponto importante é que não será possível sacar o dinheiro. Vale lembrar que ele entrará na conta de FGTS e ficará sobre as mesmas regras já impostas sobre esse dinheiro.

Em resumo, o trabalhador só pode sacas em casos de: demissão sem justa causa, compra de imóvel, aposentadoria, etc. A outra possibilidade é se o governo liberar algum saque emergencial, como aconteceu recentemente.

No FGTS emergencial havia o limite de R$ 1.045 e caso haja novas liberações, provavelmente, será nos mesmos termos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.