Isolamento social faz com que as contas de energia fiquem mais caras e trabalhador começa a sentir no bolso. Se você teve sua conta de luz reajustada mediante a pandemia do novo coronavírus, fique atento aos novos valores. Mesmo com as correções feitas pelas distribuidoras, o processo de contabilização de consumo foi alterado e poderá resultar em um gasto não condizente com sua realidade.  

publicidade
Conta de luz veio muito cara? Veja como pedir revisão e parcelamento do valor (Imagem: Reprodução – Google)
publicidade

Com a necessidade do isolamento social, a grande maioria das distribuidoras passaram a fazer a contabilidade mensal levando em consideração uma média de consumo dos últimos 12 meses. 

Para isso, a empresa soma todo o gasto elétrico e tira uma estimativa do que o cidadão poderia ter gasto nos últimos 30 dias. Desse modo a conta de luz mensal é finalizada.  

Normalmente, o valor é condizente com a quantidade de energia consumida, mas pode ser alterado mediante mudanças de comportamentos e demais detalhes da casa do cidadão.

Para poder rever sua parcela, você pode fazer o próprio cálculo mensal e envia-lo para a sua distribuidora.  

Como refazer os cálculos da conta de luz  

Basta realizar o seu próprio monitoramento do contator. No primeiro dia letivo de validade de sua conta, vá até o registro e tome nota dos números apresentados naquele momento. Guarde o papel e se possível fotografe a caixa registradora. Passados os trintas dias, volte até o quadro de energia e registre o consumo final.  

Com a média, você pode dividir de acordo com as tarifas presentes na sua conta e assim conferir o se os valores são equivalentes. Caso apresente uma desigualdade, será preciso ir até a agência de energia da sua região para apresentar as informações obtidas.  

Outra possibilidade também é enviar o registro mensal por meio dos portais eletrônicos das distribuidoras. Há regiões que desenvolveram aplicativos para que esse monitoramento seja realizado. Confira na sua cidade se há uma ferramenta disponível.  

Renegociação das parcelas 

Estando inadimplente, você precisará ir até a sede da distribuidora para renegociar os valores. Fique atento há alguns pontos: o governo federal proibiu cortes de energia durante feriados e finais de semana.

Nesse caso, se você tiver seu fornecimento paralisado sem aviso prévio, pode recorrer na justiça para sanar a dívida. 

Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco e formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.