Nova gasolina já deixa valor da exportação mais cara; como isso reflete no seu bolso?

Cumprindo as novas determinações de que a gasolina vendida aos consumidores precisa ter uma qualidade melhor, as importadoras de combustíveis já sentem o aumento de cerca de R$0,07 por litro em suas compras no exterior. A determinação começa a vigorar na próxima segunda-feira, 03 e os consumidores provavelmente terão que se preparar para o aumento dos preços.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Nova gasolina já deixa valor da exportação mais cara; como isso reflete no seu bolso?
Nova gasolina já deixa valor da exportação mais cara; como isso reflete no seu bolso? (Imagem Google)

A Petrobras disse ontem (29) que suas refinarias já estão produzindo o combustível seguindo os novos padrões de qualidade exigidos e que tem previsão de começarem a ser cobrados em 2022, antecipando a meta determinada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

Os novos padrões de qualidade da gasolina brasileira foram aprovados no início deste ano, com a finalidade de inibir a venda de combustíveis de qualidade duvidosa. A Petrobras e a ANP disseram que aumentos no preço que podem vir a acontecer serão compensados por um melhor desempenho dos motores dos automóveis.

publicidade

Estas alterações no padrão de qualidade atingem de forma mais intensa o combustível importado, já que a Petrobras está produzindo combustíveis seguindo as novas determinações desde o começo do ano.

Segundo a ANP, no mês de maio, 20% da gasolina presente no mercado brasileiro foi importada.

De acordo com as novas determinações, os limites mínimos de massa específica mínima e de octanagem do tipo RON (indicador para a resistência a detonação em motor com giro baixo) e foram definidas em duas etapas: primeiro, a octanagem RON passa a ser, no mínimo, de 92. Em 2022, o piso passa para 93.

A Petrobras disse que todas suas refinarias já produzem o combustível com octanagem RON 93.

“Ajustamos nossos processos de refino e estamos prontos para antecipar o padrão de qualidade previsto para 2022”, explicou a diretora de Refino e Gás Natural da estatal, Anelise Lara.

A empresa acredita que as novas determinações de qualidade vão dificultar as fraudes na gasolina, eliminado a adulteração com solventes e nafta (um derivado de petróleo usado pela indústria petroquímica) de qualidade baixa.

publicidade

A empresa não deu detalhes sobre qual o impacto da antecipação da meta no preço do combustível.

Desde de o mês de maio, a Petrobras reajustou nove vezes o preço da gasolina, seguindo a recuperação das cotações internacionais do petróleo após as retomadas da economia e diminuição das politicas de isolamento social.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.