publicidade

Nesta segunda-feira (27), o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) voltou a aplicar as provas práticas de direção em todo o estado. No entanto, estabeleceu que o retorno deve ser feito com agendamento prévio que pode ser realizado por meio do sistema e-CNH.

Detran-SP autoriza retorno das aulas práticas de direção
Detran-SP autoriza retorno das aulas práticas de direção (Foto: Google)
publicidade

Essa determinação aconteceu dois dias depois de os donos de autoescolas protestarem. Eles ocuparam a ponte estaiada pedindo a reabertura do Detran, além de uma previsão para retomada das provas teóricas e técnicas.

Os exames estavam suspensos por conta da restrição causada pela pandemia do novo coronavírus.

No mês passado, junho, o governo estadual permitiu que as atividades do Centro de Formação de Condutores (CFCs) fossem reiniciadas de forma gradual com as aulas práticas.

De acordo com o governo estadual, agora os exames práticos poderão ser aplicados em ambientes aberto e de forma segura, seguindo os protocolos estabelecidos no Plano São Paulo e no Detran-SP.

Entre as medidas de segurança estão: higienizar o carro entre o uso dos alunos e disponibilização de álcool gel pelo CFC.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou de 12 para 18 meses o prazo para conclusão do processo de habilitação.

O diretor-presidente do Detran-SP, Ernesto Mascellani Neto, disse que essa ampliação de serviços digitais e inovações tecnológicas vão trazer benefícios aos profissionais também após o período de distanciamento social.

“O Detran vem trabalhando intensivamente para melhoria dos serviços prestados e o nosso objetivo é aprimorar cada vez mais os procedimentos para garantir agilidade e autonomia aos processos de habilitação. Não mediremos esforços para que o retorno aconteça de forma segura, possibilitando que as autoescolas mantenham suas atividades e o pleno atendimento dos seus alunos”, disse.

Ainda segundo Neto, neste mês de julho foram entregues por meio de drive thru, 320 mil Certificados de Registro do Veículo (CRVs) para despachantes e para particulares. E 65 mil CNHs para CFCs pelos Correios, para o endereço cadastrados dos cidadãos. 

Além disso, foram ampliadas em 48% as opções digitais para manter o atendimentos aos usuários. 

Para que as aulas teóricas continuem sendo realizadas foi implantado um sistema de reconhecimento facial.

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.