Bolsa Família: Acre cria método de atendimento à distância na pandemia

Em meio a pandemia do coronavírus, as famílias cadastradas no CadÚnico e que estão com Bolsa Família suspenso em razão do recebimento do auxílio emergencial em Rio Branco, serão atendidas pelo canal telefônico disponibilizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Sasdh).

Bolsa Família: Acre cria método de atendimento à distância para os beneficiados
Bolsa Família: Acre cria método de atendimento à distância na pandemia (Foto: Google)

Já foram contabilizados mais de 100 atendimentos até o dia 30 de junho. De acordo com a secretaria, ainda foram realizados 43 atendimentos presenciais mediante agendamento.

Segundo a diretora de Assistência Social da Capital, Regiani Cristina, em Rio Branco cerca de 25,5 mil famílias são beneficiadas pelo Bolsa Família, mas com o recebimento do auxilio emergencial, 24,5 famílias pararam de receber a ajuda do programa assistencial. Para piorar, parte destas famílias tem tido dificuldades para obter o auxilio.

“Esses mais de 24 mil tiveram o Bolsa Família suspenso até enquanto durar o auxílio emergencial. Muitas famílias acabaram sendo prejudicadas por falta de atualização no cadastro. Foi uma das demandas que mais tivemos nesse período”, disse.

A diretora explicou que neste período não é feito o bloqueio do benefício, o que acaba diminuindo o número de atendimentos, porém os que foram realizados até o fim do mês passado são relativos a problemas no cadastro.

As pessoas que estão inscritas no CadÚnico e que se adequam ao perfil, receberam o auxílio emergencial automaticamente, porém os dados precisam ser atualizados a cada dois anos.

“Nós informamos sempre à família que a cada dois anos tem que atualizar e quando altera qualquer informação do cadastro é obrigatório procurar o município. Nasceu criança, ou morreu alguém, separou, alguém saiu de casa ou mudou de endereço, aumentou ou diminuiu a renda você tem o que se chama de alterações cadastrais e é obrigado a fazer isso, só que nem sempre as famílias fazem e nesse processo muitos foram prejudicados”, acrescentou Regiani.

Os atendimentos pelo telefone da Sasdh foram reforçados para atender as famílias inscritas no CadÚnico. O contato é feito pelos números 0800 642 2081 e 3211-2080, nos quais a população pode consultar, se informar e receber orientações sobre o Bolsa Família e o CadÚnico.

Auxilio emergencial no Acre

De acordo com os dados divulgados no começo da semana pelo IBGE, cerca de 87 mil acreanos, obtiveram uma renda mensal domiciliar de somente R$52,66 pre capita no mês de maio. Entre estas pessoas, 27,7 mil não receberam o auxílio emergencial.

No total, foram beneficiados 118,7 mil lares no estado do Acre, o equivalente a 50,4% do total. Considerando a população, o IBGE mostra que 57,5% vivem em um dos lares que receberam o valor.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.