publicidade

PONTOS CHAVES

  • O programa CNH Social é dedicado aos jovens com baixa renda 
  • Os beneficiários não pagam as taxas que são necessárias para tirar a habilitação
  • Cada estado tem uma regra, e um número de vagas por semestre

O Distrito Federal e estado de Goiás anunciaram a seleção para os beneficiários do CNH Social deste ano, a abertura das inscrições deve acontecer em breve. Conheça mais sobre o programa.

CNH Social 2020: Distrito Federal e Goiás prometem seleção em breve; conheça detalhes
CNH Social 2020: Distrito Federal e Goiás prometem seleção em breve; conheça detalhes (Foto:Google)
publicidade

O projeto Primeira Habilitação para o Transporte – CNH Social, foi criado a fim de conceder a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), categoria B, para jovens de baixa renda.

A ideia principal é ampliar a empregabilidade e qualificá-los em curso específico para ingresso no mercado de trabalho, e para atuar no setor de transporte. Já que tendo habilitação se torna mais fácil o encaixe nas vagas oferecidas. 

Esse projeto é totalmente financiado pelo estado, sem custos para os selecionados. Mas vale lembrar que não se trata de um projeto federal, por isso, não é válido para todo o país. Dependendo, exclusivamente, da iniciativa de cada região. 

Além do oferecimento da categoria “A” na habilitação, que autoriza a direção de motocicletas, e categoria “B” para dirigir carros de até 7 lugares, é possível solicitar no programa CNH Social, a mudança ou adição de categoria.

Quem pode participar?

CNH Social 2020: Distrito Federal e Goiás prometem seleção em breve; conheça detalhes
CNH Social 2020: Distrito Federal e Goiás prometem seleção em breve; conheça detalhes (Foto: Google)

Podem ser beneficiados pelo programa, aqueles que têm renda familiar mensal de até meio salário mínimo. A renda familiar é o total de rendimentos brutos de todos os integrantes da família.

São excluídos desse cálculo, o dinheiro recebido dos programas sociais: 

  1. Programa Agentes da Cidadania;
  2. Programa Caminhos da Cidadania;
  3. Programa Bolsa Família e os programas remanescentes nele unificados;
  4. Programa Nacional de Inclusão do Jovem – Pró-Jovem;
  5. Programa Bolsa Conexão Cidadã;
  6. Programa Jovem Candango;
  7. Auxílio Emergencial Financeiro e outros programas de transferência de renda destinados à população atingida por desastres, estado de calamidade pública ou situação de emergência;
  8. Demais programas de transferência condicionada de renda implementados pelo Distrito Federal.

Quais as gratuidades da CNH Social?

Os selecionados ficam isentos de pagar:

  • Exames de aptidão física, mental e psicológica e toxicológico, quando exigido;
  • Taxas de obtenção da CNH, inclusão ou alteração de categoria e para emissão do documento;
  • Realização dos cursos teórico-técnico e de prática de direção veicular;
  • Aulas ministradas em simulador de direção veicular, quando exigido;
  • Provas teóricas e práticas;
  • Renovação da CNH.

Como se inscrever?

A inscrição pode ser feita pelo Detran e pelo SEST/Senat. Veja como fazer em cada um:

DETRAN

  • Para fazer sua inscrição, acesse o site do DETRAN de seu estado e procure por “inscrições CNH Social”;
  • Procure o local de inscrições,preencha o formulário com os seus dados pessoais e envie.

Depois o Detran vai analisar o perfil e vai informar se será possível participar do programa CNH Social 2020.

SEST/SENAT

  • Assim como no método acima, para se inscrever no SEST/SENAT, espere as vagas serem abertas e então acesses este link;
  • Ao entrar no site, vá até a barra “Cursos” e clique em “CNH Social;
  • Depois, role a página para baixo e veja os editais para poder participar das inscrições CNH Social.

CNH Social no Distrito Federal

No Distrito, a CNH tem duas modalidades: O Projeto Estudante Habilitado e o Projeto Cidadão Habilitado.

Segundo informações transmitidas pelo Detran-DF, o governo está estudando disponibilizar cerca de duas mil carteiras por ano, o que vai custar de R$4 milhões.

O período de inscrições e início do programa deve começar entre setembro e outubro deste ano.

“Essas duas questões serão definidas até o fim deste mês. E a meta é ofertar as primeiras CNHs para a população de baixa renda o mais rapidamente possível”, afirmou Zélio Maia, diretor-geral do Detran.

Goiás

O governo do estado informou que vai aumentar o número de vagas para os beneficiários na próxima edição do programa. Na última contemplação, cerca de 2.010 pessoas se beneficiaram da CNH Social no estado.

A expectativa agora é que sejam oferecidas, pelo menos, 4 mil habilitações gratuitas. Segundo informações compartilhadas pelo governo, até o fim deste ano a nova edição deve acontecer. 

Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.