Fortaleza dá início a segunda fase de flexibilização da economia; saiba o que reabre

Desde o início desta semana, a capital do Ceará, Fortaleza, entrou na segunda fase do “Plano Responsável de Abertura das Atividades Econômicas e Comportamentais”. Já os outros municípios do estado estão avançando agora para a primeira fase do plano

publicidade
Fortaleza dá início a segunda fase de flexibilização da economia; saiba o que reabre
Fortaleza dá início a segunda fase de flexibilização da economia; saiba o que reabre (Foto:Google)
publicidade

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), disseram durante o pronunciamento que essa passagem para a segunda fase só foi possível por conta da redução de indicadores de casos confirmados, óbitos e da ocupação de leitos e Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

A segunda fase deve ter o período de 14 dias, caso tudo ocorra bem, mas mesmo com essa flexibilização o cumprimento dos protocolos sanitários continuam. Sendo obrigatório o uso de máscaras e de álcool gel.

Além disso, a cada 7 dias deve ser realizada uma análise que vai determinar se o município poderá avançar para a próxima fase de relaxamento ou terá que regredir.

A primeira fase de flexibilização aconteceu no dia 8 de junho, e também tinha duração prevista de 14 dias. 

Nesta segunda fase, voltam a funcionar em Fortaleza uma lista mais ampla de comércios. Veja o que retorna:

Atividades e celebrações religiosas, mas com 20% da capacidade de público e devendo proibir a entrada daqueles que não estão usando a máscara de proteção

Com 40% do trabalho presencial:

  • Agências de publicidade, marketing, edição e design;
  • Assistência social: defesa de direitos sociais e serviços de assistência social sem alojamento; 
  • Consultoria em tecnologia da informação e comunicação, software house e assistência técnica;
  • Indústrias e serviços de apoio: organizações associativas, contabilidade, direito e serviços de apoio administrativo;
  • Restaurantes, no qual fica proibida a promoção de shows ou música ao vivo, e serão liberados apenas para almoço.

Com 100% do trabalho presencial:

  • Cadeia da energia elétrica; 
  • Cadeia metalomecânica e afins; 
  • Construção civil;
  • Indústria de artigos de couro e calçados;
  • Indústria química e correlatos;
  • Saneamento e reciclagem.

Todos esses setores devem estar cumprindo as regras de controle, como o uso de equipamentos de proteção individual.

O estado do Ceará tem 99.302 pessoas com covid-19, tendo 5.742 óbitos, de acordo com os últimos dados divulgados pela plataforma IntegraSUS.

Jheniffer FreitasJheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Atualmente, é redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular e finanças.