Erros no app do auxílio emergencial lotam agências da Caixa; veja como resolver!

Mesmo depois da realização de diversas ações de otimização, alguns beneficiários do auxílio emergencial ainda encontram dificuldades no recebimento da segunda parcela do benefício, liberada neste mês de junho.

Auxílio emergencial aponta erros e inscritos procuram ajuda nas agências (Reprodução/Internet)
Erros no app do auxílio emergencial lotam agências da Caixa; veja como resolver! (Reprodução/Internet)

O auxílio emergencial faz parte de uma das medidas aprovadas pelo governo federal para tentar auxiliar os brasileiros durante a pandemia do novo coronavírus, no qual as ações de contenção obrigam o fechamento de comercio e isolamento social.

Na tentativa de resolver os problemas observados, os brasileiros estão recorrendo às agências para retirar as dúvidas sobre o recebimento. Entre as mais comuns estão, pagamento de contas no app Caixa Tem, mas débito não quitado, e valor sumindo do saldo.

De acordo com a reportagem do portal Extra, estes brasileiros entraram em contato com o canal digital, mas não obtiveram sucesso e recorrem à agência para o procedimento. Outros casos apontam o uso do CPF de forma indevida por terceiros.

Um dos ouvidos pela reportagem apontam que o crédito em conta não foi visualizado, pois o mesmo sumiu. Já outro destaca que recebeu de forma correta a primeira parcela, mas ao realizar a transferência do valor para outra conta teve o seu saldo negativo no Caixa Tem.

“Como estou devendo R$ 600, se não fiz nenhuma compra pelo app da Caixa?”, destaca o beneficiário ouvido pelo portal Extra. Alguns desses processos tem sido observados por inconsistências tanto no app, quanto na utilização do mesmo pelos usuários.

Em resposta, a Caixa Econômica Federal, banco responsável pelo repasse do auxílio emergencial e gerenciamento do app Caixa Tem, disse que são realizadas de forma constante o monitoramento de evidências de fraudes pelo setor de segurança.

Este procedimento é feito em colaboração com os órgãos de segurança pública competentes, com o objetivo de coibir ocorrências destas ações de criminosos. Ao responder sobre o não atendimento, o banco destalha:

“Contestações podem ser formalizadas pelo beneficiário eventualmente prejudicado em qualquer agência da Caixa”. Caso seja verificado o processo de fraude, sem envolvimento do usuários, beneficiário poderá ser ressarcido, garante o banco.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.